Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/storage/7/ab/56/ciflorestas/public_html/controle/nuvemtags_gerar.php on line 16

Warning: max() [function.max]: Array must contain at least one element in /home/storage/7/ab/56/ciflorestas/public_html/controle/nuvemtags_gerar.php on line 53

Warning: min() [function.min]: Array must contain at least one element in /home/storage/7/ab/56/ciflorestas/public_html/controle/nuvemtags_gerar.php on line 55
CIFlorestas>>Notícia>>Parques Florestais Sofrem com Crimes Ambientais

Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


27/05/2009

Parques Florestais Sofrem com Crimes Ambientais

O nome usado pelos devastadores é sugestivo: "fogo acidental". É dessa forma que produtores irregulares chamam a queima de reservas florestais permanentes por fogo que "foge ao controle" nas queimadas realizadas em suas propriedades.

O nome usado pelos devastadores é sugestivo: "fogo acidental". É dessa forma que produtores irregulares chamam a queima de reservas florestais permanentes por fogo que "foge ao controle" nas queimadas realizadas em suas propriedades.

O pesquisador do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) que cuida do monitoramento de queimadas via satélite em todo o País, Alberto Setzer, afirma que os incêndios criminosos, incluindo o "fogo acidental" fazem com que as reservas florestais permanentes ¿queimem, praticamente, em base anual".

Para Setzer, o País vive "uma desobediência civil generalizada". Até mesmo no Estado mais rico da federação, São Paulo, segundo ele, "onde existe gente, de 20% a 30% do Estado é queimado anualmente". A acidentalidade neste caso é muito baixa, porque pelo menos 90% das queimadas registradas no Brasil são provocadas pelo ser humano.

O fogo é a parte mais visível nesse processo. A extração de madeira, exploração de animais silvestres, assoreamento e contaminação das águas pelo garimpo ilegal são outros fatores de ataque às reservas florestais nacionais.

Há mais de uma semana, por exemplo, 30 policiais federais e 250 militares do Exército estão no Parque Nacional Montanhas do Tumucumaque, na divisa com a Guiana Francesa, para coibir a prática de crimes ambientais como a garimpagem ilegal.

A Polícia Federal informou que foram feitas buscas em duas comunidades localizadas no parque, que tem 4 milhões de hectares nos Estados do Amapá e do Pará. Essas comunidades serviam de base para os garimpos. Foram apreendidos todos os materiais e equipamentos e armas considerados ilegais, informa a Agência Brasil.


Fonte: Diário do Pará



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

22/05/2019 às 14:51

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para carvão?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


2689 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey