Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


14/01/2013

O eucalipto arco-íris

Foto Divulgação
Pode parecer estranho, mas a foto ao lado não é arte de grafiteiro, muito menos fruto de imaginação de uma criança. O nome científico dessa espécie de Eucalipto é Eucalyptus deglupta Blume, conhecida como Eucalipto Arco-íris. A palavra deglupta deriva do latim degluptere, que significa perda da casca ou descamação da pele, referindo-se à forma como ocorre o processo de separação da casca. É exatamente esse processo que resulta na coloração vistosa do seu tronco. Ao mover a casca ao longo do ano, o verde escurece para dar tons de azul, roxo, marrom, laranja, rosa ocre, dentre outros.
A espécie, nativa do sul das Filipinas, Indonésia e Nova Guiné, já pode ser encontrada em várias regiões tropicais como Porto Rico, Ilhas Salomão, Fiji, Samoa, Taiwan, Malásia, Costa do Marfim, Costa Rica, Honduras, Brasil, Cuba e Porto Rico (FAO, 1979), pelo rápido crescimento em áreas ensolaradas, úmidas e de boa drenagem. Em condições ideais, pode crescer até três metros em um ano e isto fez com que o seu cultivo, assim como de outras espécies de eucalipto, se voltasse para a indústria do papel (FRANCIS, 1988).
Frazão, já em 1986, comparou E. deglupta e E. saligna quanto às características da madeira e propriedades da polpa Kraft, obtendo o E. deglupta superioridade nas características dimensionais das fibras e elementos de vasos da madeira, bem como melhores valores na polpa Kraft para resistência à tração, alongamento, arrebentamento e rasgo (FRAZÃO, 1986). É utilizada também como árvore ornamental e muito apreciada em jardinagem devido à beleza cênica proporcionada pelas suas cores marcantes.
O cerne do E. deglupta é de cor marrom avermelhada e o alburno é branco ou um rosa claro. O peso específico é maior para o material de florestas antigas (0,45-0,65 g por cm3) que o material de plantações jovens (de 0,35 a 0,40 g/cm3) (CHUDNOFF, 1984). O cerne é resistente aos besouros do gênero Lyctus, mas não resistente a cupins (FOREST PRODUCTS RESEARCH CENTER, 1970). A madeira não é durável quando em contato com o solo (TURNBULL, 1974), sendo mais utilizada para móveis, molduras, casas, edifícios e barcos (FOREST PRODUCTS RESEARCH CENTER, 1970). E. deglupta é também usado, de forma limitada, para lenha e carvão (NATIONAL ACADEMY OF SCIENCE, 1983). Os óleos aromáticos ocorrem em pequenas quantidades, em torno de 0,2 por cento, na folhagem (PENFOLD, 1961) e não têm interesse industrial. Apesar dessas utilidades, o uso mais frequente do E. deglupta se dá como árvore ornamental e de sombra, devido à sua casca atraente e ao rápido crescimento.

Para ler a nota completa e se inteirar do assunto, basta clicar aqui!

Camila Brás Costa
Mestre em Ciências Florestais
Polo de Excelência em Florestas




Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

07/12/2019 às 11:03

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

O que você acha da implantação do Cadastro Ambiental Rural (CAR)?

Trará benefícios aos produtores rurais
Trará benefícios ao meio ambiente
Trará benefícios apenas para o governo
Trará benefícios aos produtores rurais, ao meio ambiente e ao governo
Não muda a situação dos produtores rurais, nem do meio ambiente

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


3661 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey