Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


12/12/2012

Brasil registra queda na produção madeireira extrativista, aponta IBGE

Embora a produção de madeira em tora tenha apresentado aumento de 11,5%, de 2010 para 2011, dos cinco produtos madeireiros do extrativismo, quatro apresentaram decréscimo no ano passado

A maior queda foi do pinheiro-brasileiro nativo, cuja retração chegou a 15,8%. Em seguida, vem o carvão vegetal, com variação de -10,1%; nó de pinho, com retração de 3,7%; e lenha, com queda de 1,7%.

Os dados fazem parte da pesquisa Produção da Extração Vegetal e da Silvicultura – Pevs, que o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou na quinta-feira (6). O levantamento foi feito em todos os municípios brasileiros e traz informações sobre 38 produtos oriundos do extrativismo vegetal e sete da silvicultura.

A pesquisa atribui a queda à demanda industrial, ao preço, à disponibilidade de mão de obra na coleta de determinados produtos e à atuação de órgãos de controle ambiental e fiscalizadores, “que ora liberam a abertura de áreas para agricultura, ora intensificam a fiscalização, aplicando multas e fechando serrarias e carvoarias, além das condições climáticas”, como fatores que explicam as oscilações da produção do extrativismo vegetal. “Por isso é comum serem observadas flutuações expressivas da produção”, justifica o Instituto.

O estudo indica, por outro lado, que entre os produtos extrativos não madeireiros 16 apresentaram aumento de produção, na comparação com o ano de 2010. Os aumentos percentuais mais expressivos ocorreram nas produções de sementes de oiticica (73%); frutos de açaí (73,1%); e outras fibras (456,9%). A variação expressiva das fibras deve-se à extração de uma palmeira nativa do cerrado, denominada amarelinho, utilizada na confecção de vassouras.

Dos sete produtos investigados oriundos da silvicultura, apenas as produções de cascas de acácia-negra e de folhas de eucalipto apresentaram decréscimo (1,5% e 41,4% respectivamente).


Fonte: portaldoagronegocio.com.br



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

25/09/2020 às 11:50

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para celulose?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1578 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey