Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


03/12/2012

Preço da borracha sobe 8,2% em dezembro

As chuvas tardias retardaram o início da safra 2012/2013, tornando a oferta de matéria-prima limitada

Foto:Google

A expectativa de elevação de preço no final do ano se confirmou. A Associação Paulista de Produtores e Beneficiadores de Borracha (Apabor) divulgou, na quarta-feira (28), o preço do Granulado Escuro Brasileiro tipo 10 (GEB-10) para o bimestre dezembro-janeiro. Com alta de 8,2%, o preço do GEB-10 alcançou R$ 6,62 por quilo, ante R$ 6,12 por quilo no bimestre anterior.

O aumento do preço do GEB-10 deve refletir diretamente no campo. As chuvas tardias causaram atraso para o início da safra 2012/2013 e, com isso, a oferta de matéria-prima se encontra limitada, resultando no desabastecimento do mercado consumidor. A demanda aquecida impulsiona naturalmente os preços.

Porém, a sobrevalorização dos preços do coágulo no Estado de São Paulo por parte da Michelin do Brasil é uma ação predatória sobre as processadoras nacionais, que vem perdendo a capacidade de investimento, se tornando obsoletas e impotentes diante do desafio de absorver a oferta iminente de matéria-prima advinda dos novos plantios.

?

“Chega a ser um paradoxo uma associação de produtores reclamar de preços altos. Porém, a Apabor tem em sua existência a responsabilidade de pensar no crescimento sustentável do setor heveícola”, disse Wanderley José Cassiano Sant’Anna, presidente da Associação Paulista de Produtores e Beneficiadores de Borracha (Apabor). “A nossa preocupação frente à ação da Michelin é o prejuízo que pode ser causado ao setor no médio prazo, especialmente no que tange à concentração do beneficiamento em poucas empresas”, alerta.

De acordo com dados da Natural Comunicação, o preço médio do coágulo com teor de borracha seca de 53% no mercado paulista foi de R$ 2,49 por quilo em outubro. O valor representa uma participação de 76,8%, em média, sobre o preço recebido pelas usinas naquele mês. Os dados de novembro ainda não foram publicados. O nível de participação atual compromete as margens das usinas, não permitindo a sua capitalização.

A heveicultura tem avançado nos últimos anos no Estado de São Paulo, impulsionada pela elevação dos preços no campo e pelas projeções de demanda nas próximas décadas. A área plantada praticamente dobrou, alcançando cerca de 80 mil hectares. Com isso, a produção estadual deve mais do que duplicar nos próximos cinco anos. “Boa parte de tudo o que vemos hoje no campo é resultado do trabalho do agricultor paulista, apoiado pela Apabor, pela Secretaria da Agricultura e pelo departamento técnico das usinas de beneficiamento”, disse Sant’Anna.

Os efeitos sobre o segmento produtor de borracha natural no médio e longo prazo se tornam evidentes quando se estabelece um paralelo com a citricultura paulista, hoje com a indústria de processamento de suco controlada por três grandes “players” – Citrosuco (Fischer), Cutrale e Dreyfus. “Reside aí a preocupação da Apabor”, finaliza.



Fonte: Painel Florestal



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

24/01/2020 às 09:22

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

O que você acha da implantação do Cadastro Ambiental Rural (CAR)?

Trará benefícios aos produtores rurais
Trará benefícios ao meio ambiente
Trará benefícios apenas para o governo
Trará benefícios aos produtores rurais, ao meio ambiente e ao governo
Não muda a situação dos produtores rurais, nem do meio ambiente

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1325 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey