Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


20/09/2012

Seca de ponteiros e crescimento de eucalipto relacionado à adubação.

Dissertação de Mestrado defendida no Departamento de Engenharia Florestal da UFV pelo Engenheiro Florestal Frederico de Freitas Alves, estudou a seca de ponteiros e o crescimento de eucalipto sob diferentes doses de adubação.

Foto: Google
O bioma Cerrado, com solos relativamente pobres e acentuada deficiência hídrica em parte do ano, tem sido amplamente utilizado para o estabelecimento de plantios de eucalipto.
            Este trabalho teve como objetivo avaliar o crescimento de clones de eucalipto e sua susceptibilidade à seca de ponteiros quando submetidos a diferentes doses de adubação, na região de cerrado, em Vazante, MG (17°36?09?S e 46°42?02?W).
            A susceptibilidade dos clones de eucalipto à seca de ponteiros foi avaliada com base na: proporção de plantas afetadas e altura de copa atingida, aos 13 meses, índice de área foliar (IAF) aos 13 e 21 meses e crescimento em volume aos 11 e 19 meses de idade. O diâmetro e a altura total foram avaliados até a idade de 44 meses para estimar o crescimento em volume por hectare. Foi determinada a dose do adubo NPK 10-28-06 para máxima produção, por clone.
            Os clones 36, 02, 62, 10, e 280 apresentaram elevada ocorrência de seca de ponteiros e produção muito baixa. O clone E2 apresentou reduzida seca de ponteiros, porém, sua produção foi relativamente baixa. Houve menor ocorrência de seca de ponteiros em plantas da testemunha (aplicação apenas de fosfato natural). A seca de ponteiros influenciou negativamente o IAF, aos 13 meses, e este apresentou correlação positiva com o incremento periódico mensal. Houve diferença (p<=0,05) em crescimento em volume por hectare, entre os tratamentos que receberam as doses do adubo NPK 10-28-06 e a testemunha. A produção volumétrica foi maior para os clones GG100, 3487 e 02, sendo as doses ótimas do adubo para máxima produtividade desses clones, respectivamente, iguais a 110, 141 e 82 g planta-1. A aplicação de doses acima da recomendada pelo NUTRICALC não implicou em aumento da produção, sendo observado um comportamento quadrático com a aplicação de doses crescentes do adubo. O clone E1 se destacou em produção volumétrica até 25 meses de idade e foi pouco afetado pela seca de ponteiros, podendo ser recomendado para rotações curtas. Os clones GG100, 3487, 02, E2, I042, E5, E4 e 157 são recomendados para rotações mais longas em razão da maior produção após o terceiro ano.
 
Orientação e Banca
Professor Orientador: Geraldo Gonçalves dos Reis
Professor Co-orientador: Maria das Graças Ferreira Reis e Silvio Nolasco de Oliveira Neto.
Banca: Helio Garcia Leite e Paulo Cesar de Lima
 
Para acesso à dissertação completa, acessar o link: http://www.tede.ufv.br/tedesimplificado/tde_arquivos/4/TDE-2012-04-18T090925Z-3705/Publico/texto%20completo.pdf




Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (1)


joao oster disse:

24/01/2013 às 13:03

agradeço a ajuda ,pois ajudou



Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

O que você acha da implantação do Cadastro Ambiental Rural (CAR)?

Trará benefícios aos produtores rurais
Trará benefícios ao meio ambiente
Trará benefícios apenas para o governo
Trará benefícios aos produtores rurais, ao meio ambiente e ao governo
Não muda a situação dos produtores rurais, nem do meio ambiente

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


3575 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey