Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


14/09/2012

Aperam Bioenergia desenvolve equipamento para dispensar uso da motosserra na colheita de eucalipto

Nova técnica para desgalhar árvore reduz custos em 35%

Foto: Google
A Aperam Bioenergia, empresa que administra florestas renováveis de eucalipto no Vale do Jequitinhonha (MG) para a produção de carvão vegetal, conseguiu reduzir em 35% os custos para desgalhar as árvores desde que desenvolveu uma tecnologia para mecanizar todo o processo de colheita. Antes, a retirada dos galhos era manual ou semi-mecanizada, com o uso de motosserras, o que aumentava o risco de acidentes.
A empresa fornece carvão para sua controladora, a Aperam South America, de Timóteo (MG), produtora de aços planos inoxidáveis e elétricos. Para a produção da matéria-prima, após a derrubada das árvores ainda é preciso retirar todos os galhos do eucalipto, deixando apenas o tronco.
Para criar uma maneira de acelerar este processo e diminuir os custos com mão de obra a empresa lançou para os seus funcionários o desafio de desenvolver uma forma mecanizada de desgalhar os eucaliptos, já que não havia algo deste tipo disponível no mercado.
Cerca de seis meses depois, o equipamento estava pronto, e o rendimento operacional da colheita aumentou em 400%. “Hoje gastamos 25% do tempo que gastávamos antes”, explica Paulo Sadi, diretor de operações da Aperam Bioenergia. Além disso, o nível de segurança aumentou, já que o uso da motosserra operada por um funcionário não é mais necessário. “Este processo exigia muito gasto de energia e força física do profissional”, afirma Sadi.
No total, foram desenvolvidos seis desgalhadores com investimento total de R$ 200 mil.Atualmente, cerca de 200 mil metros cúbicos de madeira de eucalipto, ou aproximadamente 800 hectares de floresta cortada, são desgalhados por mês com estes equipamentos. Com isso, a empresa conseguiu alcançar a meta de 100% de mecanização na colheita florestal. A produção diária de carvão da empresa é de 1.250 toneladas, que corresponde ao corte diário de 25 mil árvores.
Além de ter desenvolvido o desgalhador, a Aperam Bioenergia tem um dos maiores forno de produção de carvão do mundo, também desenvolvido com tecnologia própria. O AM700 tem 25 metros de comprimento e capacidade para 700 metros cúbicos de madeira.
Comercialização 
O próximo passo da Aperam agora é levar a tecnologia do desgalhador para outras empresas do mercado. A companhia está credenciando fabricantes da região do Vale do Jequitinhonha interessadas em produzir e comercializar a máquina. Esta é a primeira vez que a produtora de carvão vegetal entra no mercado de equipamentos. Segundo Sadi, algumas empresas têm procurado a Aperam interessadas na tecnologia.


Fonte: iG



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (3)


Carlos Alberto de Oliveira Sousa disse:

21/09/2012 às 10:03

Sou proprietário de gleba em silvicultura e gostaria de conhecer mais e de receber, rotineiramente, se possível, informações como esta. Pretendo mecanizar a colheita e a serraria das exóticas que possuo.
Obrigado.
Carlos Alberto.

Valnei Caldeira disse:

20/09/2012 às 07:58

Bom Dia!

Gostaria de conhecer mais sobre este Projeto, sou especialista em Desenvolviemnto de Produtos e novas Tecnologias. Obrigado.

Roberto Fernandes Calegari disse:

18/09/2012 às 14:13

Gostaria de conhecer seu equipamento. Sou Eng. ERB - ENERGIAS RENOVAVÉS DO BRASIL S/A. Como devo proceder. Obrigado e abraço.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

O que você acha da implantação do Cadastro Ambiental Rural (CAR)?

Trará benefícios aos produtores rurais
Trará benefícios ao meio ambiente
Trará benefícios apenas para o governo
Trará benefícios aos produtores rurais, ao meio ambiente e ao governo
Não muda a situação dos produtores rurais, nem do meio ambiente

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


3699 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey