Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


09/07/2012

Política ambiental é bem avaliada

Pesquisa do Ibope revela meio ambiente como a segunda área do governo Dilma Rousseff mais elogiada pela população, com 55% de aprovação.

Google
A mais recente pesquisa do Ibope, encomendada pela Confederação Nacional das Indústrias (CNI), aponta o meio ambiente como a segunda área mais bem avaliada na gestão do governo Dilma Rousseff, com 55% de aprovação – atrás apenas de combate à fome e pobreza (57%). No levantamento anterior, o setor ocupava a terceira posição. Nesta pesquisa, o governo atingiu seu ápice de aprovação popular, com 59%. Já a confiança da população em relação ao governo manteve-se em 72%, como no levantamento anterior, realizada em março.

Segundo o secretário executivo do Ministério do Meio Ambiente (MMA), Francisco Gaetani, os números refletem dois fatores: a exposição da mídia sobre o assunto e a postura do governo. "A sociedade percebe que tem uma ministra séria, que entende do assunto e valoriza o conhecimento técnico", afirmou. Além disso, o assunto está ocupando um espaço central na vida das pessoas. "A agenda ambiental está integrada ao projeto de desenvolvimento do país", disse. "Temos a compreensão de que o assunto diz respeito a todo mundo". A parceria com o setor privado e com os movimentos sociais foi lembrada como fundamental.

RESPONSÁVEIS

O secretário citou o combate ao desmatamento, a Política Nacional de Resíduos Sólidos e o programa Bolsa Verde com
alguns dos responsáveis pela boa avaliação da política ambiental brasileira. Na data em que se comemorou internacionalmente o Dia do Meio Ambiente, 5 de junho, a ministra Izabella Teixeira anunciou a redução de 8% do desmatamento entre 2010 e 2011. Já entre 2004 e 2011, a redução total no desmatamento na Amazônia foi de 76,9%.

O Programa de Apoio à Conservação Ambiental, popularmente conhecido como Bolsa Verde, concede, a cada trimestre, um benefício de R$ 300 às famílias em situação de extrema pobreza que vivem em áreas consideradas prioritárias para a conservação ambiental. Quase metade (47%) das 16,2 milhões de pessoas que vivem nessa situação em situação, no Brasil, estão na área rural. O objetivo do programa é aliar o aumento de renda dessa população à conservação dos ecossistemas e ao uso sustentável dos recursos naturais.

A Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) prevê a prevenção e a redução na geração de resíduos, ao propor a prática de hábitos de consumo sustentável e um conjunto de instrumentos para propiciar o aumento da reciclagem, da reutilização dos resíduos e a destinação ambientalmente adequada dos rejeitos. Além disso, institui a responsabilidade compartilhada dos geradores de resíduos pelo destino dos mesmos.

A segunda notícia mais lembrada pelos entrevistados do Ibope foi a realização da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), que aconteceu de 21 a 23 de junho na capital fluminense – atrás do caso Cachoeira no Congresso.

Os entrevistados que avaliaram o governo Dilma Rousseff em bom ou ótimo representam 59% do total – um crescimento em relação ao ano passado (56%). Já a aprovação pessoal da presidenta se manteve em 77%. Apenas 8% classificaram o governo como ruim ou péssimo. Entre 16 e 19 de junho, o Ibope ouviu 2.002 eleitores com 16 anos ou em 141 municípios.


Fonte: Ministerio Meio Ambiente



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

17/06/2019 às 14:55

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

O que você acha da implantação do Cadastro Ambiental Rural (CAR)?

Trará benefícios aos produtores rurais
Trará benefícios ao meio ambiente
Trará benefícios apenas para o governo
Trará benefícios aos produtores rurais, ao meio ambiente e ao governo
Não muda a situação dos produtores rurais, nem do meio ambiente

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1391 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey