Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


02/03/2012

Laboratório da USP produz enzimas otimizadas para branqueamento de celulose

Objetivo é desenvolver produção em larga escala de enzimas especializadas na catálise deste processo

Em Ribeirão Preto, interior de São Paulo, o centro de pesquisa Verdartis Desenvolvimento Biotecnológico, situada dentro do campus da USP (Universidade de São Paulo), está desenvolvendo um sistema de engenharia de proteínas que otimiza o processo de produção de enzimas específicas, como a própria xilanase - utilizada para o branqueamento da celulose.

Durante o processamento industrial da madeira, estas enzimas possuem propriedades catalíticas, ou seja, são capazes de acelerar reações químicas que ocorrem dentro ou fora de um organismo.

O projeto de pesquisa “Bioprocesso de Produção de Enzimas para Biorrefinaria de Biomassa: Branqueamento de Celulose”, aprovado na chamada de propostas Pappe-Pipe III 2011, lançada pela Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) em parceria com a Finep (Financiadora de Estudos e Projetos), pretende desenvolver tecnologia para a produção em larga escala de enzimas especializadas na catálise de determinados processos.

Para atingir escala industrial de produção, é preciso aumentar a quantidade de enzimas produzidas em um reator, o que, consequentemente, diminuirá o custo do processo. Atualmente, já é realizado a fabricação da xilanase em fermentador de 10 litros junto com a redução do custo da produção de bancada em 80 vezes – quando transferido a tecnologia do laboratório para a empresa.

A redução inicial significativa no custo do processo, está associada ao uso do software “Artizima” para a seleção das enzimas mais adequadas ao processo de branqueamento de celulose. O software foi desenvolvido com apoio do Pipe (Programa Fapesp Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas).

O Artizima faz o gerenciamento de seleção das enzimas que, no caso do branqueamento de celulose, precisam se comportar bem em altas temperaturas e em níveis de acidez (pH) que variam muito – as duas principais variáveis do processo. Com isso o software faz a mutação aleatória das enzimas, a simulação dinâmica molecular em diferentes temperaturas e nível de pH e, por fim, a seleção das melhores enzimas.

Todo o procedimento desenvolvido pela Verdartis já reduz tempo e custo no processo. O próximo objetivo é patentear o processo de produção de enzimas baseado na evolução dirigida acelerada para 50, 100 e 500 litros.

Parceria para estudos
Atualmente o laboratório conta com a colaboração da empresa Suzano Papel e Celulose na busca de desenvolver enzimas de acordo com as condições reais de pH e temperatura apresentadas nas fábricas do setor.


Fonte: CeluloseOnline



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

27/11/2020 às 19:23

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para celulose?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


2181 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey