Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


21/10/2011

Fruto do cerrado é fonte de renda para mulheres em assentamento de MS

Para realizar o sonho de ter o próprio negócio e contribuir com a renda familiar, um grupo de mulheres do assentamento São Manoel, na zona Rural de Anastácio, a 150 quilômetros de Campo Grande (MS), se reúne para extrair o cumbaru, fruto de uma árvore típica do cerrado.

A planta pode passar dos 25 de altura. Nela, existe uma amêndoa que até pouco tempo tinha seu sabor e valor nutricional desconhecido pela maioria das pessoas. As mulheres do assentamento dizem ter sido criticadas quando decidiram beneficiar e comercializar o produto.

 
Com baldes, sacos e luvas para proteger as mãos elas percorrem a vegetação de cerrado da região. De agosto a outubro os frutos amadurecem e caem no solo, por ter uma casca dura, somente a arara consegue se alimentar da amêndoa. Por ser uma atividade de extrativismo sustentável, só 70% dos coquinhos são recolhidos, o restante fica no solo para gerar futuras plantas.
 
Depois de colhido, o cumbaru vai para a betoneira para retirada de parte da casca, depois vai para esta esteira onde passa cinco dias secando ao sol, dai os coquinhos vão para as quebradeiras, uma prensa manual, e por fim passa pela peneira que separa as amêndoas.
 
Ainda não existe um estudo para saber as propriedades medicinais da amêndoa do cerrado. Mesmo assim essas mulheres garantem que o cumbaru pode ajudar no tratamento de algumas doenças.
 
“Coluna, para diabetes, para gripe”, disse a assentada Mirian Freitas da Silva. Segundo ela, muitos dizem também que o cumbaru tem propriedades afrodisíacas.
 
Por enquanto as mulheres do grupo ainda não conseguem uma manter uma renda fixa da atividade, mesmo assim não falta esperança e criatividade para imaginar um futuro promissor com a exploração comercial do cumbaru.
 
“A gente ta tentando abranger esse grupo né, a partir de dezembro vai ter a feira da economia solidária, a gente vai pegar esses produtos e levar para a feira pra ta divulgando porque o cumbaru não é tão divulgado na nossa região”, disse Miriam.


Fonte: G1



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

20/08/2018 às 21:55

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para celulose?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1502 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey