Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


30/06/2011

Cadeias produtivas sustentáveis ganham força no Acre

Foi lançado o programa Açaí de Feijó, inaugurado um viveiro que produzirá mudas para a comunidade e para oficializado o pagamento do bônus a 44 famílias que ingressaram no programa de certificação da propriedade rural.

Foto: Google

O dia 21 de junho foi especial para o município acreano* de Feijó. O governador Tião Viana esteve presente para lançar o programa Açaí de Feijó, inaugurar um viveiro que produzirá mudas para a comunidade e para oficializar o pagamento do bônus a 44 famílias que ingressaram no programa de certificação da propriedade rural. A iniciativa, apoiada pelo WWF-Brasil, incentiva o agricultor a produzir sem utilizar a queima e adotando técnicas modernas passadas por técnicos do governo.

Segundo o governador, projetos como a certificação da propriedade rural sustentável confirmam a vocação do Acre para obter desenvolvimento respeitando a floresta. “Estamos conseguindo melhorar a renda e a qualidade de vida de nossa população, tendo desmatado apenas 12% de toda a cobertura vegetal do estado”, afirmou o governador.

O WWF-Brasil, por meio de projeto apoiado pela emissora de TV Britânica Sky, apoia o programa de certificação de propriedades no entorno da BR-364, cujo asfaltamento está em fase final, entre os municípios de Manoel Urbano e Feijó. Já são quase 200 famílias na região que abandonaram práticas agrícolas primitivas e predatórias e se tornaram aliadas na proteção da biodiversidade e dos ecossistemas locais.

Para Mauro Armelin, coordenador do programa Amazônia do WWF-Brasil, as políticas de fomento à produção sustentável coordenadas pelo governo do Acre devem servir de exemplo para outros estados amazônicos. “O WWF-Brasil apoia integralmente essas iniciativas que, simultaneamente, atingem metas de inclusão social, incrementando a renda das famílias, e de conservação do meio ambiente”, explica.

Com a adesão ao programa de certificação, além de se comprometer com práticas sustentáveis e a não usar o fogo para limpar pastos e lavouras, o produtor recebe assistência técnica gratuita por parte de engenheiros florestais, agrônomos e técnicos extensionistas. Entre as técnicas repassadas pelos profissionais está o uso da mucuna preta (Mucuna aterrima), planta leguminosa que substitui o fogo, fixando nutrientes no solo, protegendo o terreno da erosão e dos raios solares e combatendo ervas daninhas.

O viveiro de mudas de açaí, instalado às margens da BR-364, é parte de um programa de incentivo à produção da fruta no município feijoense. Tem como objetivo principal diversificar as alternativas de renda dos moradores da região. Segundo o secretário estadual de Floresta, João Paulo Mastrangelo, o governo quer ceder, a partir de dezembro, mudas de alta qualidade para o produtor de uma região cuja principal vocação é a produção do açaí.

“Estamos implementando uma política agressiva de incentivar a fruticultura sustentável, especialmente com a finalidade de recuperar áreas degradadas, evitando a agricultura itinerante baseada na derrubada de árvores e na queima”, resume o secretário. Segundo ele, Feijó poderá se tornar, em um futuro próximo, um dos maiores pólos produtores de açaí da Amazônia.

Dados da Secretaria Estadual de Floresta do Acre apontam que, atualmente, o Acre não produz açaí suficiente sequer para o mercado interno, e que nem 20% do potencial de produção da fruta nativa é colhido. “A estratégia principal é criar uma base de produção sustentável, fortalecendo as vocações locais. Vamos recuperar áreas alteradas e reforçar a renda das famílias”, concluiu João Paulo.

*Embora a grafia correta do nome tenha mudado para “acriano” na reforma ortográfica, o WWF-Brasil opta por utilizar o termo “acreano”, o mesmo adotado majoritariamente pela sociedade e pela imprensa do Acre.


Fonte: Bruno Taitson, da WWF – Brasil



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

17/08/2019 às 15:24

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para celulose?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


2375 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey