Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


02/05/2011

Mercado de brinquedos aquece setor de embalagens

A alta no mercado de brinquedos, que reflete o bom momento da economia do País e o maior poder de compra do brasileiro, gera oportunidades de negócios para outros fabricantes em diferentes setores da indústria e do comércio.

A indústria brasileira de brinquedos faturou R$ 3 bilhões em 2010, representando um avanço de 11% em relação ao ano anterior. Em 2011, a meta é crescer mais de 15%, principalmente em função dos 1,5 mil novos produtos que foram apresentados ao varejo durante a Feira Brasileira de Brinquedos – Abrin, em São Paulo.

A alta no mercado de brinquedos, que reflete o bom momento da economia do País e o maior poder de compra do brasileiro, gera oportunidades de negócios para outros fabricantes em diferentes setores da indústria e do comércio. Para o setor de embalagens, considerado um termômetro da economia, não é diferente.

A Mazurky, empresa especializada na fabricação de embalagens e caixas de papelão do ABC Paulista, atende grandes, médios e pequenos fabricantes de brinquedos e espera com a alta do setor aquecer ainda mais a produção. “O mercado de brinquedos está crescendo e estamos acompanhando o ritmo, desenvolvendo produtos mais adequados e comprometidos com a evolução dos nossos parceiros”, comenta Eduardo Mazurkyewistz, diretor da Mazurky.

Durante a Abrin 2011 - Feira Nacional de Brinquedos, que aconteceu de 13 a 16 de abril, a Estrela, umas das maiores fabricantes de brinquedos do país, apresentou 189 novos produtos.

Fornecedora de embalagens para a Estrela, a Mazurky comemora o bom desempenho do cliente e do setor. “Acreditamos que essa indústria será a cada dia mais relevante para os nossos resultados e, certamente, o aumento na venda de brinquedos vai contribuir para a expectativa de crescimento de 25% na produção”, diz Mazurkyewistz. O executivo ainda acredita que esse cenário é uma tendência de médio e longo prazo. “Por isso, vamos investir para atender ainda melhor este setor”, finaliza o diretor da Mazurky.


Fonte: CeluloseOnline com informações da Mazurky



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

22/07/2019 às 07:49

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para celulose?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


3740 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey