Facebook Twitter RSS

Avanço e Pesquisa

Versão para impressão
A-
A+


07/04/2011

Manejo sustentável na Amazônia pode gerar milhões de dólares ao Brasil, diz pesquisa

Além de preservar a floresta, prática ainda gera renda e emprego aos habitantes locais.

Um estudo encomendado pelo Ministério da Fazendarevelou que a poda sustentável de árvores na Amazôniabrasileira para a extração de madeira pode gerar ao país uma receita anual de US$ 6 bilhões, além de 170 mil empregos. 

O relatório completo ainda não foi publicado, mas suas conclusões foram citadas em Belém do Pará pelo diretor doServiço Florestal Brasileiro (SFB), Antônio Carlos Hummel. O objetivo é defender a rapidez na concessão de áreas a madeireiros interessados em explorá-las de forma sustentável e combater a devastação sem controle. 

Segundo o estudo, o manejo florestal sustentável, além de garantir a preservação da floresta a longo prazo e de gerar renda e emprego para os habitantes da Amazônia, pode se transformar em uma atividade econômica de utilidade para o Brasil. Outra atividade rentável identificada pelo estudo é o manejo de produtos como castanha do Pará, açaí eborracha, que podem gerar 500 mil empregos. 

Dados oficiais mostram que, dos cerca de US$ 8,58 bilhões que o Brasil recebeu em 2009 por atividades florestais, 66,4% tiveram origem na silvicultura (principalmente a exploração de florestas cultivadas para a produção de papel) e 28,6% vieram da poda de madeira nas selvas nativas. “Nosso objetivo é fechar este ano com um milhão de hectares concedidos e ter até 2025 dez milhões de hectares operados por concessionárias”, afirmou Hummel. 

A concessão de áreas da floresta para o manejo florestal foi regulamentada em 2006, mas só agora stá ganhando força. De acordo com Hummel, o governo pode conceder dez milhões de hectares de floresta, de áreas de mata (destinadas a assentamentos rurais) e de reservas extrativistas. “São cerca de 30 milhões de hectares de floresta que podem ser explorados de forma sustentável e legal mediante o manejo florestal da madeira”, estimou.


Fonte: Globo Rural Online, com informações da Agência EFE



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

14/07/2020 às 07:18

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para carvão?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


4467 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey