Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


25/03/2011

Coopercau propõe parceria para usina de biodiesel na Transmazônica

O secretário de Projetos Estratégicos, Sidney Rosa, avaliou de forma positiva a proposição de parceria da Coopercau com o governo para construção de uma usina de esmagamento de pinhão-manso (Jatropha curcas) para geração de biodiesel na região da Transamazônica, município de Novo Repartimento, sudeste do Pará, localizado a 450 quilômetros da capital, Belém.

O secretário propôs uma visita ao projeto, ao lado dos técnicos espanhóis Juan Manoel Escolar e Juan Aresse - do Consórcio Florestal Pinhão-Manso (CFPM), com sede em Madri - e João de Souza Lima, diretor presidente da Cooperativa dos Produtores de Cacau e Desenvolvimento Agropastoril de Novo Repartimento (Coopercau). 

A Coopercau, além do cultivo do pinhão-manso, engloba atividades com reflorestamento, produção de oleaginosa para alimentação e geração de bioenergia. Na avaliação dos técnicos espanhóis e brasileiros o caminho é o pinhão-manso, por isso "queremos construir a usina e verticalizar a produção na região em parceria com o governo do Pará", assegura Lima. 

A meta da Coopercau e da empresa espanhola Biocarburantes Peninsulares é agregar 10 mil pequenos agricultores e assentados e até o final de 2011, para produzir 220 mil toneladas/ano de óleo para biodiesel a partir do plantio de 14 milhões de pés de pinhão-manso, cultivados por agricultores familiares. A Coopercau, com o processo consolidado, prevê que a remuneração mensal das famílias gire em torno de R$ 600. 

Temos um "contrato de 28 anos de fornecimento de azeite de pinhão para biodiesel. Por conta disso asseguramos mercado e recebemos adiantamento da compra futura de cerca de R$ 22 milhões. Os recursos garantem investimentos em logística de transportes através de barcaças, via eclusas de Tucuruí, nove galpões de armazenagem e quatro casas de farinha em assentamentos", relata João Lima. 

Investimentos 


Segundo Lima, o Consórcio espanhol investiu cerca 13 milhões de dólares para o plantio de 25 mil hectares de pinhão-manso, com a participação de cinco mil famílias de agricultores para a produção de alimentos e bionergia. E "já estamos com recurso garantido pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) para este ano", assegurou Lima. 

O projeto prevê reflorestamento de 100 mil hectares de áreas desmatadas com o plantio de 24 milhões de árvores nativas para recuperação das áreas de Reserva Legal na região. Na visão dos cooperados, o projeto pinhão-manso fortalece a agricultura familiar com sustentabilidade e envolve produtores de 150 assentamentos e 50 áreas de regularização fundiária nos municípios de Novo Repartimento, Marabá e Itupiranga, todos na região da Transamazônica. 

O Programa Nacional de Produção e Uso de Biodiesel (PNPB), desde 2004, garante apoio À conversão do cultivo de biocombustíveis em alternativa de renda e inclusão social para pequenos produtores rurais. Diante disto, a Coopercau está requerendo o Cadastro Ambiental Rural (CAR) das propriedades familiares à Secretaria Estadual de Meio Ambiente do Estado do Pará (Sema), ao Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e à Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), para efetivar o caráter legal da atividade de agrocombustiveis.


Fonte: Governo do Pará



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

01/10/2020 às 17:46

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para carvão?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


3074 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey