Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


24/02/2011

JPMorgan vê risco de queda nos preços da celulose

O JPMorgan mantém a cautela na avaliação sobre os preços da celulose de fibra curta em 2011 e, portanto, sobre as empresas brasileiras produtoras em geral.

"Continuamos céticos de que os produtores de celulose de fibra curta sejam capazes de implementar aumentos de preços tão cedo", ressaltam os analistas

Enquanto os estoques da celulose de fibra curta - produzida no Brasil - aumentaram de 37 para 40 dias em janeiro, os estoques de celulose de fibra longa subiram de 25 para 27 dias. 

"Os 13 dias de diferença entre os estoques dos dois tipos de celulose continuam acima da média histórica (de nove dias)", apontam em relatório Debbie Bobovnikova e Lucas Ferreira, analistas do JPMorgan.

Além disso, a instituição destaca a diferença de tendências de preços, uma vez que os produtores de celulose de fibra longa sinalizam um aumento de US$ 30 por tonelada em março.

Caso este aumento seja efetuado, o JPMorgan afirma que a diferença de preços entre os dois tipos de celulose vai superar os US$ 100 por tonelada em março - acima da média dos últimos cinco anos de US$ 70 por tonelada. 

"Continuamos céticos de que os produtores de celulose de fibra curta sejam capazes de implementar aumentos de preços tão cedo", ressaltam os analistas, que veem riscos de queda para os preços, tendo em vista os estoques elevados e novas ofertas.


Fonte: Brasil Econômico



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

20/01/2020 às 04:19

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para carvão?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1999 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey