Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


18/02/2011

Perspectiva dos Negócios Florestais em 2011

A conjuntura deste mês de fevereiro de 2011, do Centro de Inteligência em Florestas, além de trazer os acontecimentos recentes para os principais segmentos florestais, destaca as perpectivas dos negócios florestais em 2011.

Num panorama econômico globalizado, os efeitos de mudanças sociais, políticas, culturais e tecnológicas refletem-se nas economias regionais de cada continente. A nova ordem econômica que se tem configurado nos últimos anos reposiciona países emergentes entre as nações mais desenvolvidas do planeta e sugere novos arranjos institucionais, políticos, culturais e comerciais entre esses, delineando novos rumos para os negócios em intensidade e formatos diferentes, tornando-os mais complexos e mais desafiadores. Para o Brasil, as mudanças globais e internas têm sido bem vindas e as perspectivas são de bons negócios e investimentos para vários setores, incluindo o florestal.

O ano de 2010 terminou com um retrato positivo do setor industrial brasileiro, com crescimento de 10,5% - o maior desde 1986. Apesar das dificuldades com o câmbio, conseqüentemente com a exportação, e a evidência de que o país ainda é falho em mão-de-obra especializada, os números apontam que o fantasma da crise mundial ficou lá em 2009.

Mesmo embora as previsões para 2011 mostrarem que os números de crescimento deste ano serão menores que os de 2010, especialistas afirmam que não há motivo para preocupações. O boom econômico do ano passado foi decisivo para equilibrar a economia, e a partir de agora, o país começa a se estabilizar. Com crescimento do PIB de 7,5% em 2010, o ministro da fazenda, Guido Mantega, estima que em 2011 o valor fique em torno de 4,6%.

Neste cenário promissor para a economia brasileira e para o setor florestal de modo geral, a conjuntura do Centro de Inteligência em Florestas, deste mês de fevereiro, analisa as perspectivas para os principais segmentos do setor florestal brasileiro no ano de 2011.

Para ler o texto completo, clique aqui.


Fonte: CIFlorestas



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (2)


Rosani S. M. Moraes disse:

23/02/2011 às 10:35

Tenho Florestal com Plantio TECA com iodade de o7 a 12 anos, as àreas estão para venda, pergunto se temos clientes para este tipo de floresta, e qual o preço do mercado neste momento.

Att.

Rosani S. Moraes

Ricardo Serpa disse:

21/02/2011 às 09:16

Tenho um mato de acácia negra para cortar em 2011,2012 gostaria de saber quais as perpctivas de preço,sem mais no momento um abraço.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para carvão?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


3233 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey