Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


20/01/2011

Projeto quer restauração de matas ciliares

Embrapa Cerrados inicia estudo Aquaripária sobre recuperação ecológica da vegetação de margens de rios e mananciais.

O objetivo do projeto é iniciar um processo de restauração ecológica em trechos de matas ciliares ao longo das bacias hidrográficas brasileiras

Importantes tanto para a conservação da qualidade da água, quanto para a preservação da biodiversidade aquática e terrestre, as matas ciliares (vegetação que ocorre nas margens de rios e mananciais) são tema do projeto Aquaripária, iniciado neste mês de janeiro e com duração prevista para 36 meses. 

Segundo a coordenadora do projeto Lidiamar Albuquerque, o objetivo é iniciar um processo de restauração ecológicaem trechos de matas ciliares ao longo das bacias hidrográficas brasileiras. "As ações iniciais vão ser realizadas nas cabeceiras das bacias do São Francisco, Paraná e Tocantins, todas localizadas no Distrito Federal", explica. 

De acordo com a pesquisadora, os resultados conseguidos nesses locais poderão servir de base para outros do bioma Cerrado. "Vamos testar metodologias de recuperação nessas áreas para que sejam implantadas em áreas semelhantes do bioma", afirma. 

O estudo envolve 20 profissionais da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), unidade Cerrados e da Universidade de Brasília. “Vamos estudar tanto o processo de recuperação dessas matas, quanto a sua influência na qualidade da água dos rios. O que se busca é propor métodos mais viáveis economicamente e que permitam melhorar a saúde dos ecossistemas aquáticos e terrestres e de sua biodiversidade", diz Lidiamar. 

Recuperação

O projeto, intitulado Aquaripária: restauração ecológica de ambientes ripários (ciliares) sob influência de atividades agrícolas e urbanas em mananciais de três bacias hidrográficas, prevê também a utilização de áreas de referências similares às que existiam antes da degradação. "Isso funcionará como parâmetro das condições desejadas na restauração ecológica", explica. Segundo a pesquisadora, com o desenvolvimento do projeto espera-se uma série de benefícios para o conhecimento científico brasileiro, para as populações afetadas pela degradação das zonas ciliares de bacias hidrográficas e a manutenção da biodiversidade. 

As matas ciliares atuam na contenção dos processos erosivos ao longo do rio e servem de refúgio e fonte de alimento para a fauna terrestre e aquática. Elas funcionam como filtros, retendo defensivos agrícolas, poluentes e sedimentos que seriam transportados para os cursos d´água, afetando a qualidade da água e consequentemente a fauna aquáticae as pessoas.


Fonte: Globo Rural Online



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (2)


IVANICE CERVELIN disse:

27/01/2011 às 12:58

Olá! Parabéns por essa maravilhosa iniciativa de recuperação das matas ciliares. Sou bióloga e minha preocupação é essse descaso com a vegetação riberinhas, dentre outras tantas.Toda iniciativa é uma luz.

Duilio Jurado Fernandes disse:

26/01/2011 às 07:36

Realmente é hora de um estudo científico dos benefícios da recuperação das matas ciliares do cerrado brasileiro, bastante degradado. Que este estudo venha desmistificar as dificuldades que se imagina existir para a efetivação destas recuperações e que de fato concientize a população da necessidade desta recuperação e da preservação do que ainda existe intacto. A sociedade vem perdendo muito e rápidamente a qualidade de suas águas e mananciais neste delicado equilibrio ecológico que é o cerrado brasileiro.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para carvão?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


2985 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey