Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


11/11/2010

Carvão vegetal não é carga perigosa

O carvão não está mais incluído entre as cargas perigosas de transporte brasileiro.

O carvão não está mais incluído entre as cargas perigosas de transporte brasileiro. Isso graças ao estudo desenvolvido pela Cientec que constatou através de amostras de eucalipto que o ponto de queima do carvão é de cerca de 450º C.

O deputado estadual do Rio Grande do Sul Paulo Azeredo, explica que a liberação é válida para todo o território brasileiro e normatizado pela ANTT (Agência Nacional de Transporte Terrestre), porém alguns estados ainda não admitiram a desobrigação das leis impostas anteriormente.

Azeredo explica ainda que antigamente a resolução da ONU (Organização das Nações Unidas) dizia que o carvão considerado mineral na época era sujeito a combustão espontânea desde que submetido a ações adversas (empilhado, úmido, pressionado ou em ambiente com gás), no entanto a pesquisa da Cientec desmentiu este mito.

Para conferir a entrevista na íntegra clique aqui.


Fonte: Painel Florestal



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (2)


eduardo disse:

22/01/2013 às 21:51

Parece até brincadeira, será que nenhum desses que dizem que carvão vegetal e combustão espontania nunca tentaram ascender uma churrasqueira, pois se fosse combustão espontanea não precisaria de chumaços de papel umidecidos com alcool, oleo ou qualquer combustível. Queria colocar a disposiçao a alguma autoridade uma carga de carvao vegetal e uma caixa de fosforos e pedir para que ela provocasse fogo nessa carga com simples palitos de fosforos.

MARCELIO N FERNANDES disse:

06/07/2011 às 09:33

correto a Lei tem que ser regulamentada em todos os estados, porque uns dias atras saimos de Formoso do Araguaia - TO, com destino a Sete Lagoas - MG, fomos multados por passar dentro de brasilia por não ter altorização do estado poara transportar cargas perigosa que seria o carvão.
Ficamos bastante tristes, porque brasilia deveria ser uma das primeiras a adotoar esta resolução. Procuramos a ANTT lá em brasilia nem os propríos funcionários daquelas repartição sabiam falar sobre o assunto nem quem fazia o análise técnico do carvção. e também na ANTT fala que a maioria dos produtores de carvão sao de pequenos produtores e que uma só declaração o isentava desta multa.
Continuamos a trabalhando mas um pouco assustado por não adarmos seguros de que a qualquer momento podemos ser multados novamente.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

O que você acha da implantação do Cadastro Ambiental Rural (CAR)?

Trará benefícios aos produtores rurais
Trará benefícios ao meio ambiente
Trará benefícios apenas para o governo
Trará benefícios aos produtores rurais, ao meio ambiente e ao governo
Não muda a situação dos produtores rurais, nem do meio ambiente

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


13600 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey