Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


23/07/2010

Expedição Encontra Espécies Novas de Insetos na Amazônia

Mais de cem mil indivíduos foram coletados para a pesquisa. Viagem de cientistas ocorreu durante o mês de junho.

Após uma expedição realizada em junho na selva amazônica, pesquisadores voltaram à cidade com pelo menos 65 espécies de insetos que nunca haviam sido vistas na natureza. A estimativa inicial representa apenas uma pequena parcela do que ainda pode ser descoberto entre os mais de 100 mil indivíduos resgatados durante a viagem, já que a análise e a catalogação das espécies podem levar anos e o setor carece de especialistas.

Entre as espécies novas já identificadas, há 4 tipos diferentes de percevejos, 6 de louva-a-deus, 6 de besouros serradores, 8 de pernilongos (ou carapanãs, como são chamados na Amazônia), 10 de esperanças, 15 de cigarrinhas e 16 novas espécies de moscas. "As esperanças começam a ser estudadas agora na Amazônia de forma mais aprofundada e representam um grupo bastante diverso na floresta", diz José Albertino Rafael, pesquisador do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa) e coordenador da expedição.

Para serem reconhecidos, os insetos têm de ser observados por cientistas especializados em cada grupo. Razão pela qual a expedição, realizada durante cerca de 20 dias na floresta, contou com uma equipe de mais de 20 pesquisadores. "Se em um grupo de insetos existem 10 espécies, o especialista tem de conhecer as 10 para dizer que a décima primeira é nova. Se existem mil, tem de conhecer as mil", diz Rafael.

De acordo com ele, é difícil estimar quantas novas espécies podem existir entre os insetos coletados na viagem. "Não vamos conseguir trabalhar com todos os grupos de insetos porque não existem especialistas para todos. A maior parte dos insetos fica de fora", diz ele. "Os insetos têm os grupos mais diversos de organismos na Terra e, comparativamente, há menos especialistas para estudá-los. No mundo, existem cerca de 1 milhão de espécies conhecidas. Uma estimativa sensata diz que podem haver até 5 milhões, e a Amazônia com certeza tem uma grande parte disso."

Com o objetivo de agilizar o trabalho, a equipe foca a coleta em grupos para os quais existem especialistas. Na expedição, a prioridade foi dada a mosquitos, mutucas, moscas silvestres, moscas varejeiras, besouros, percevejos, borboletas, mariposas, cigarrinhas, esperanças, louva-a-deus e os zorápteros, que "parecem piolhos", segundo Rafael. O pesquisador explica que a identificação de novas espécies entre esses grupos deverá ocorrer no máximo dentro de 10 anos, um prazo considerado "relativamente rápido" por ele.

Para capturar os insetos, a equipe de cientistas utilizou mais de 60 tipos de armadilhas, desde estruturas luminosas, usadas para chamar a atenção de insetos noturnos, até adesivos. A expedição não enfrentou qualquer problema técnico, ao contrário do que ocorreu em 2009, quando a embarcação naufragou logo no início da viagem. "Fomos resgatados 24 horas depois, porque conseguimos fazer contato usando um telefone que operava por satélite", lembra Rafael.


Fonte: Globo Amazônia



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

22/08/2019 às 16:40

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

O que você acha da implantação do Cadastro Ambiental Rural (CAR)?

Trará benefícios aos produtores rurais
Trará benefícios ao meio ambiente
Trará benefícios apenas para o governo
Trará benefícios aos produtores rurais, ao meio ambiente e ao governo
Não muda a situação dos produtores rurais, nem do meio ambiente

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


2989 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey