Facebook Twitter RSS

Avanço e Pesquisa

Versão para impressão
A-
A+


22/07/2010

Novo Método de Avaliação de Carbono

O método, que avalia a matéria orgânica do solo em termos de qualidade e quantidade, foi desenvolvido na unidade de Instrumentação Agropecuária da Embrapa em São Carlos (SP).

O método de avaliação de carbono no solo, desenvolvido por pesquisadores da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), foi apresentado aos representantes da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO), em Roma, na Itália, no seminário "Rumo a um quadro de mitigação na agricultura familiar", realizado na semana passada. O método, que avalia a matéria orgânica do solo em termos de qualidade e quantidade, foi desenvolvido na unidade de Instrumentação Agropecuária da Embrapa em São Carlos (SP).

Segundo o pesquisador Wilson Tadeu Lopes, integrante do grupo de estudo e representante brasileiro no encontro em Roma, o uso da terra para fins agrícolas é uma das mais importantes fontes de emissão de carbono na atmosfera e é, portanto, necessário entender bem a dinâmica do carbono no solo. Wilson lembra que os estudos para avaliar a qualidade da matéria orgânica do solo, em geral, são realizados após emprego de metodologias de alto custo e lentas. "As análises da quantidade e qualidade normalmente exigem o envio da amostra para um laboratório especializado, o que traz algumas desvantagens, incluindo a conservação e transporte, de acordo com as leis nacionais de proteção dos recursos naturais, principalmente quando é necessário enviar o material para outro país", explicou.

Levando em consideração a complexidade desse estudo, a Embrapa Instrumentação Agropecuária desenvolveu métodos para avaliação da matéria orgânica do solo utilizando dispositivos de laser. Também foi desenvolvida a metodologia para avaliar o teor de carbono em amostra de solo por meio de emissão ótica com plasma induzido por laser. Para o pesquisador, os procedimentos são altamente promissores para análises nos ambientes de maior risco.


Fonte: Diário do Comércio



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

23/08/2019 às 00:30

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

O que você acha da implantação do Cadastro Ambiental Rural (CAR)?

Trará benefícios aos produtores rurais
Trará benefícios ao meio ambiente
Trará benefícios apenas para o governo
Trará benefícios aos produtores rurais, ao meio ambiente e ao governo
Não muda a situação dos produtores rurais, nem do meio ambiente

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


2328 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey