Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


03/12/2009

Audiência Debate Impacto de Nova Fábrica de Celulose

O secretário de Meio Ambiente, Cristovam Lages Canela, explicou que sem a presença da sociedade questionando e discutindo o processo não se legitima

Acontece hoje audiência pública para discutir o Relatório de Impacto Ambiental da fábrica de celulose que será construída em Três Lagoas, pela Florestal Investimentos S/A. O secretário de Meio Ambiente, Cristovam Lages Canela, explicou que sem a presença da sociedade questionando e discutindo o processo não se legitima. “A audiência é uma exigência legal para que o investimento possa sem implantado na cidade. É um empreendimento importante, agora se é viável ou não, cabe a sociedade decidir na audiência”, ressalta o secretário.

A audiência será realizada às 19h, no às 19 horas, no Centro de Eventos Leiloado, localizado na BR-262, quilômetro 11. Segundo o governador André Puccinelli, o empreendimento representa investimento de R$ 1,5 bilhão e deve gerar cerca de 8 mil empregos na construção do complexo industrial e cerca de 2 mil quando a fábrica estiver produzindo. O Jornal do Povo tentou durante três semanas entrar em contato com o empresário Mário Celso Lopes, um dos proprietários da Florestal, para verificar detalhes do emprendimento, mas ele não deu retorno.

A única informação pública sobre a nova fábrica de celulose foi obtida através do edital sobre a audiência pública. De acordo com que foi publicado,   técnicos da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, das Cidades, do Planejamento, da Ciência e Tecnologia (Semac) é que irão apresentar os estudos envolvendo toda a estrutura do complexo industrial.

No documento, batizado de projeto Eldorado, o órgão informa que a indústria será construída em uma área situada no km 231 da BR-158, entre Três Lagoas e Selvíria. Conforme foi detalhado no edital, no local  será construído ramal ferroviário interno, cais de atracação para barcaças, posto de combustível e linha de transmissão de alta tensão.

De acordo com o governador André Puccinelli, além da pendência dos aspectos ambientais, o projeto Eldorado para sair do papel ainda depende de financiamento que está sendo negociado junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDES).

O Jornal do Povo teve acesso a uma ata da Assembléia Geral da Florestal, realizada em abril de 2008. De acordo com o documento, além de Mário Celso Lopes, figuram como membros do Conselho de Administração do grupo, Joesley Mendonça Batista, José Batista Sobrinho e o ex-ministro Marcus Vinicius Pratini de Moraes.

Recentemente, foi formalizada sociedade dos dois maiores fundos de pensão do País: Fundação dos Funcionários da Caixa Econômica Federal (Funcef) e Petros (Petrobras) e o  grupo controlador da JBS-Friboi e MCL Empreendimentos, de Andradina (SP) na constituição da Florestal Investimentos Florestais. De acordo com a ata, a MCL é representada por Márcio Celso e a JBS e J & F Participações,  representada por José Batista Sobrinho.

Com a nova razão social, o grupo, deve passar de 400 funcionários para dois mil empregos diretos e quatro mil indiretos. A previsão é que a Florestal tenha responsabilidade sobre uma área de 400 mil hectares, envolvendo terras em Mato Grosso do Sul e Mato Grosso.

Destes, 152 mil hectares serão destinados para reserva legal e áreas de preservação permanente.


Fonte: Portal Madeira Total / Portal Jornal do Povo de Três Lagoas



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

19/04/2019 às 04:29

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para carvão?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


2139 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey