Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


27/11/2009

Fibria Recebe Multa Ambiental

A Fibria, por meio de sua assessoria de imprensa, confirmou a multa de R$ 270 mil aplicada pelo Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul) e que vai ter que investir cerca de R$ 4 milhões para compensar o acidente ambiental que ocorreu na Cidade, no dia 28 de setembro deste ano.

A Fibria, por meio de sua assessoria de imprensa, confirmou a multa de R$ 270 mil aplicada pelo Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul) e que vai ter que investir cerca de R$ 4 milhões para compensar o acidente ambiental que ocorreu na Cidade, no dia 28 de setembro deste ano.

Segundo a fiscal ambiental e responsável pelo Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul), Délia Villamayor Javorka, o auto de infração e às notificações contra a fábrica de celulose foi emitido no dia 29 do mês outubro.

A Fibria foi obrigada a cumprir quatro exigências do Imasul, entre elas, a implantação do Programa Preventivo de Segurança Comunitária. O projeto prevê a equipagem e capacitação de representantes de setores de meio ambiente, segurança pública, saúde e industrial. O programa consiste em qualificar membros do Corpo de Bombeiros, Samu, Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama), Imasul, Defesa Civil e empresas que fazem parte do Plano de Ajuda Mutua (PAM) para lidar com acidentes ambientais semelhantes ao que ocorreu.

Além do programa, a Fibria também terá de implantar uma estação de monitoramento da qualidade do ar em Três Lagoas. A estação, cujo custo pode variar de R$ 3 a R$ 4 milhões, visa fornecer, via internet, análises dos gases presentes na atmosfera. Pela estação, o Imasul terá acesso online da qualidade do ar, identificando o tipo e a quantidade de gases presentes.


Fonte: Jornal do Povo. Adaptado por Celulose Online.



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (1)


CELSO LUIZ ALVES JOSÉ disse:

05/05/2011 às 12:22

No Brasil tudo acontece por impacto....primeiro você espera acontecer para depois tentar fazer ...o melhor....nós Profissionais do ramo das tentativas de se fazer melhor e mais rápido somos pouco valorizados....com esse recurso poderiam ter tomado medidas preventivas de tamanho e representação por um longo tempo anteriormente a tudo isso.

Que bom que as coisas acontecem assim....de uma forma vão utilizar o recurso para outras melhorias...não sei onde mas vão...

abraços

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para celulose?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1677 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey