Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


25/11/2009

Madeira Ganha Teste por Norma Genérica Legal

O Programa SmartWood da Rainforest Alliance (Doravante SmartWood) acaba de desenvolver uma Norma Genérica para Verificação de Origem Legal (VLO), que será usada para avaliar e verificar se produtores florestais de madeira ou não-madeira possuem direito legal de extração sob as leis e regulamentos aplicável em sua jurisdição. A norma vai verificar também se todos pontos ao longo da cadeia de suprimento que usam o produto florestal mantém sistemas para documentar e controlar a cadeia de custódia.

O Programa SmartWood da Rainforest Alliance (Doravante SmartWood) acaba de desenvolver uma Norma Genérica para Verificação de Origem Legal (VLO), que será usada para avaliar e verificar se produtores florestais de madeira ou não-madeira possuem direito legal de extração sob as leis e regulamentos aplicável em sua jurisdição. A norma vai verificar também se todos pontos ao longo da cadeia de suprimento que usam o produto florestal mantém sistemas para documentar e controlar a cadeia de custódia.

Segundo Leonardo Martim Sobral, da certificação florestal do Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola (Imaflora), com esta norma, as empresas recebem uma declaração de verificação que deverão utilizar nos documentos de venda para comprovar que a madeira foi verificada. “Além disso, a empresa poderá comunicar publicamente que possui verificação de legalidade de origem para seus produtos”.

As auditorias da norma serão realizadas nos locais de colheita licenciados, com as devidas aprovações e licenças, impostos necessários pagos como, royalties e/ou taxas de colheita; seguindo leis relativas à proteção ambiental, fauna, conservação da água e do solo, normas de colheita, saúde e segurança, relação com as comunidades e “manutenção de um sistema de cadeia de custódia junto ao manejo florestal e a indústria da empresa”, completa Sobral.

Essa consulta serve para colher contribuições sobre a norma, para que seja formatada uma versão final com opiniões dos mais diversos setores, visando a construção de uma norma mais robusta. Segunda as regras do SmartWood/Rainforest Alliance, o período de apuração é de 30 dias, mas isso não impede que novas contribuições possam ser enviadas durante qualquer fase do processo”, explica Sobral.

Esta norma será aplicável a comerciantes, produtores e fornecedores de produtos florestais, bem como empresas individuais ou como parte de uma cadeia de suprimento definida. Os empreendimentos de manejo florestal (EMFs) serão avaliados em relação a todos os princípios da norma.


Fonte: Portal G1



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

07/12/2019 às 06:50

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para carvão?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


3033 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey