Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


04/11/2009

Governo quer Fazer Pacto com Siderúrgicas

Depois de fechar com o agronegócio o pacto da soja e da carne, no qual as indústrias recusam-se a comprar grãos e carne produzidos em áreas desmatadas ilegalmente na Amazônia, o governo quer fazer o mesmo com o setor siderúrgico para produzir o "aço verde" - seria a primeira certificação desse tipo no mundo. Pela proposta, apresentada na reunião sobre o clima por Ivan Ramalho, secretário executivo do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, as siderúrgicas se comprometerão a só usar carvão vegetal em seus fornos de altíssima temperatura.

Depois de fechar com o agronegócio o pacto da soja e da carne, no qual as indústrias recusam-se a comprar grãos e carne produzidos em áreas desmatadas ilegalmente na Amazônia, o governo quer fazer o mesmo com o setor siderúrgico para produzir o "aço verde" - seria a primeira certificação desse tipo no mundo. Pela proposta, apresentada na reunião sobre o clima por Ivan Ramalho, secretário executivo do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, as siderúrgicas se comprometerão a só usar carvão vegetal em seus fornos de altíssima temperatura.

A reposição das madeiras utilizadas no carvão deverá ser de 100% e só envolverão espécies exóticas, como o eucalipto, protegendo, assim, a vegetação nativa. As siderúrgicas parariam também de utilizar em seus fornos carvão mineral, considerado altamente poluidor e também um dos principais causadores do aquecimento global. A iniciativa seria, na opinião do governo, a grande contribuição do setor siderúrgico no combate ao aquecimento global. A proposta será levada à Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP-15), a ser realizada em Copenhague, na Dinamarca, no mês que vem.

A chamada moratória da soja, em vigor desde 2006, foi assinada entre o governo, a Associação Brasileira da Indústria de Óleos Vegetais (Abiove) e a Associação Brasileira de Exportadores de Cereais (Anec). Desde então, os industriais e os exportadores exigem dos fornecedores de soja comprovação de que o produto não seja produzido em áreas desmatadas da Amazônia. O pacto da carne é semelhante. Foi assinado com os frigoríficos, para que eles exigissem dos fornecedores de carne a origem do animal.

Posteriormente, as grandes redes de supermercados aderiram voluntariamente à proposta e passaram a cobrar dos frigoríficos a comprovação de que a carne não era de um bovino engordado em áreas da Amazônia desmatadas ilegalmente. Para o governo, essa é a forma mais eficaz de combater a abertura de novas clareiras na Amazônia.


Fonte: Agência Estado



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

20/03/2019 às 13:19

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para carvão?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1380 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE   |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey