Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/storage/7/ab/56/ciflorestas/public_html/controle/nuvemtags_gerar.php on line 16

Warning: max() [function.max]: Array must contain at least one element in /home/storage/7/ab/56/ciflorestas/public_html/controle/nuvemtags_gerar.php on line 53

Warning: min() [function.min]: Array must contain at least one element in /home/storage/7/ab/56/ciflorestas/public_html/controle/nuvemtags_gerar.php on line 55
CIFlorestas>>Notícia>>Resultado da União com a VCP, Fibria Deve Retomar Projeto em Guaíba em 2011

Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


02/09/2009

Resultado da União com a VCP, Fibria Deve Retomar Projeto em Guaíba em 2011

Resultado da incorporação da Aracruz pela Votorantim Celulose e Papel (VCP), a Fibria foi apresentada oficialmente ontem como a maior fabricante de celulose de mercado do mundo. A nova empresa nasce com receita líquida estimada em R$ 6 bilhões, capacidade de produção de 5,8 milhões de toneladas e 15 mil funcionários.

Resultado da incorporação da Aracruz pela Votorantim Celulose e Papel (VCP), a Fibria foi apresentada oficialmente ontem como a maior fabricante de celulose de mercado do mundo. A nova empresa nasce com receita líquida estimada em R$ 6 bilhões, capacidade de produção de 5,8 milhões de toneladas e 15 mil funcionários.

Quanto aos dois projetos de instalar fábricas no Rio Grande do Sul, anunciados pela Aracruz e pela VCP, a formação da nova empresa aparentemente não muda o cenário desenhado no começo deste ano, quando ambas as companhias pisaram no freio devido à queda mundial do preço da celulose, à contração da demanda e ao endividamento com a repentina desvalorização do real em relação ao dólar.

A duplicação da unidade da Aracruz em Guaíba é o projeto número 1 da lista de investimentos da Fibria, informou ontem Walter Lídio Nunes, que agora responde pela diretoria executiva de operações florestais, desenvolvimento de pesquisas e tecnologia e novos projetos da empresa apresentada ontem.

– Já foram investidos US$ 650 milhões no projeto. O cancelamento não faz sentido – afirmou Nunes.

Projetos serão implementados segundo condições do mercado

Mas o executivo acrescentou que a paralisação e a retomada do projeto em 2011 foram negociadas com credores e fornecedores e que, apesar de o preço da celulose ter ganhado cerca de US$ 100 desde o auge da crise internacional, não há no momento razões para antecipar o desengavemento da fábrica. Da mesma forma, outro projeto no Estado, o Losango, da VCP, é reafirmado pela Fibria, mas sem data para começar a sair do papel. Somados, os dois representariam quase US$ 4 bilhões.

A direção da empresa informou também que os projetos de expansão já anunciados deverão ser implementados, dependendo das condições do mercado, expandindo sua capacidade produtiva em até 6,7 milhões de toneladas de celulose, o que resultaria em outros 9 mil postos de trabalho. A Fibria será comandada por Carlos Aguiar, antigo presidente da Aracruz. O conselho de administração vai ser presidido por José Luciano Penido, até então presidente da VCP.

Com áreas de plantio no Rio Grande do Sul, São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul e Bahia, a Fibria tem base florestal total de 1,3 milhão de hectares, dos quais 461 mil hectares destinados à preservação permanente. No Estado, a companhia conta com 335 mil hectares de florestas, sendo 179 mil hectares plantados e 139 mil preservados.

Em um primeiro momento, o controle da empresa está nas mãos do BNDESPar, com 34,9% de participação que, no entanto, deverá ser reduzida nos próximos anos. O grupo Votorantim tem 29,3%, e 35,8% das ações são negociadas no mercado.


Fonte: Portal Moveleiro



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

20/05/2019 às 14:47

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para celulose?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


2370 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey