Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


31/03/2016

Fibria contrata profissionais com formação técnica e superior

Comunidade local possui diferentes perfis de especialistas que atendem o setor de celulose

A engenheira civil Fabiana Lisboa foi contratada
Com o avanço da construção da nova linha de produção de celulose da Fibria, um investimento de R$ 8,7 bilhões, a empresa brasileira, líder mundial em produção de celulose de eucalipto, ampliou sua base de colaboradores por meio de contratações de profissionais com formação técnica e superior em engenharia elétrica, mecânica, civil e demais graduações, com o objetivo de atender a demanda do Projeto Horizonte 2.
É o caso da engenheira civil Fabiana Lisboa, que mora em Três Lagoas há seis anos. Ela chegou a trabalhar em outras áreas até surgir a oportunidade na Fibria, pois ficou sem emprego por mais de um ano. "Mesmo com experiência e formação, eu senti os efeitos da crise econômica antes de ser contratada pela Fibria. Eu e minha família chegamos a investir em outras áreas. Trabalhar na expansão da Fibria em Três Lagoas me deu a oportunidade de desempenhar a minha formação profissional. É gratificante", diz Fabiana.
Para o técnico mecânico Miguel Galhardi, que reside em Três Lagoas há 15 anos e estava procurando emprego há nove meses, a contratação também é uma oportunidade de crescimento profissional. "Eu cheguei a pensar que não conseguiria emprego na cidade. Vai ser muito bom para a minha carreira, em função do alto nível de tecnologia da nova planta; é um grande aprendizado, tenho certeza", afirma Miguel, que também atuou na construção da primeira linha de produção da Fibria em Três Lagoas.
Outro exemplo é do analista de mecânica Eurico Pinheiro Gandra Filho que foi selecionado para trabalhar no Projeto Horizonte 2 por meio do cadastro de currículo no site da Fibria. "Eu fiquei sem emprego por quase um ano, foi um período difícil. Mas agora estou muito feliz. Eu sempre almejei uma boa oportunidade, por isso busquei qualificação. Agora minha chance chegou com esta contratação. Só tenho a agradecer", diz Gandra Filho, que reside em Três Lagoas com a família.
O gerente de Desenvolvimento Humano e Organizacional da Fibria, Arnaldo Milan, ressalta que Três Lagoas possui profissionais de diversos perfis de qualificação para atender o setor de celulose. "Aumentamos significativamente o nosso volume de operações. Por isso, foi necessário contratar profissionais qualificados de diversas formações. Os interessados em trabalhar no projeto devem se cadastrar no site da Fibria ou procurar a Casa do Trabalhador, pois nossos fornecedores são orientados a divulgar as vagas disponíveis por meio desse canal", afirma Arnaldo.
As obras do Projeto Horizonte 2 começaram em 2015 e seguem dentro do cronograma. Com investimento de R$ 8,7 bilhões (equivalente a cerca de US$ 2,2 bilhões), o projeto de expansão da Fibria vai gerar ao longo das obras 40 mil empregos e, ao final do projeto, 3 mil postos de trabalho diretos e indiretos. A Unidade de Três Lagoas terá sua capacidade de produção aumentada em 1,75 milhão de toneladas de celulose/ano. Com a ampliação, a unidade da Fibria em Três Lagoas somará capacidade de 3,05 milhões de toneladas de celulose/ano.
Sobre a Fibria
Líder mundial na produção de celulose de eucalipto, a Fibria é uma empresa que procura atender, de forma sustentável, à crescente demanda global por produtos oriundos da floresta. Com capacidade produtiva de 5,3 milhões de toneladas anuais de celulose, a companhia conta com unidades industriais localizadas em Aracruz (ES), Jacareí (SP) e Três Lagoas (MS), além de Eunápolis (BA), onde mantém a Veracel em joint-operation com a Stora Enso. A companhia possui 969 mil hectares de florestas, sendo 568 mil hectares de florestas plantadas, 338 mil hectares de áreas de preservação e de conservação ambiental e 63 mil hectares destinados a outros usos. A celulose produzida pela Fibria é exportada para mais de 40 países. Em maio de 2015, a Fibria anunciou a expansão da unidade de Três Lagoas, que terá uma nova linha com capacidade produtiva de 1,75 milhão de toneladas de celulose por ano, e entra em operação no quarto trimestre de 2017. Saiba mais em www.fibria.com.br


Fonte: Painel Florestal



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

28/01/2020 às 20:54

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

O que você acha da implantação do Cadastro Ambiental Rural (CAR)?

Trará benefícios aos produtores rurais
Trará benefícios ao meio ambiente
Trará benefícios apenas para o governo
Trará benefícios aos produtores rurais, ao meio ambiente e ao governo
Não muda a situação dos produtores rurais, nem do meio ambiente

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1324 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey