Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


18/08/2015

Projeto Agroflorestar torna-se referência para geração de políticas públicas no país e exterior

O Projeto Agroflorestar realizado pela Cooperafloresta (Associação dos Agricultores Agroflorestais de Barra do Turvo/SP e Adrianópolis /PR) e demais atores sociais está gerando referenciais para políticas públicas socioambientais

O Projeto Agroflorestar, patrocinado pela Petrobras através do Programa Petrobras Socioambiental - iniciativa da Cooperafloresta (Associação dos Agricultores Agroflorestais de Barra do Turvo/SP e Adrianópolis /PR)e diversas organizações parceiras - tem contribuído para a geração de referências para políticas públicas na esfera socioambiental no Brasil e em outros países.

 

Trata-se da propagação das linhas de atuação do Projeto Agroflorestar que buscam o equilíbrio entre o desenvolvimento humano e o meio ambiente por meio dos Sistemas Agroflorestais (SAFs). Refere-se à prática que promove a proteção e recuperação ambiental aliada ao resgate da dignidade de vida dos associados da Cooperafloresta, atualmente 120 famílias agricultoras e quilombolas de Adrianópolis (PR) e de Barra do Turvo (SP). 

Tecnologia Social exemplar

A Tecnologia Social que permeia o Projeto Agroflorestar, desenvolvida desde 1996 pela Cooperafloresta, em 2013 foi destacada entre as três melhores do país, que atuam na transformação de comunidades. A condecoração foi decorrente do prêmio promovido pela Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social, que elegeu o projeto ‘Agrofloresta baseada na estrutura, dinâmica e biodiversidade florestal’ um dos três ícones do Brasil, na categoria “Comunidades Tradicionais, Agricultores Familiares e Assentados da Reforma Agrária”.

Linhas de atuação do Projeto Agroflorestar tornam-se edificantes

Para corroborar com a geração de referenciais para políticas públicas na esfera scioambiental, neste ano outras duas instituições passaram a considerar as linhas de atuação, bem como os padrões técnicos e metodológicos do Projeto Agroflorestar modelo.

 Para tanto, os referenciais técnicos e metodológicos advêm do aprimoramento e ampliação da prática agroflorestal junto à agricultura familiar e camponesa e comunidades quilombolas; dos trabalhos de campo e do desenvolvimento de estudos e pesquisas. Trabalho este que - com foco na fixação de carbono e emissões evitadas em biomas diversos - vem gerando informações científicas relevantes que servirão como base para apontar referenciais para políticas públicas.

Projeto Agroflorestar na Plataforma de Boas Práticas para o Desenvolvimento

Sustentável (www.boaspraticas.org.br), A primeira iniciativa de 2015 para irradiar o Projeto Agroflorestar a ponto de garantir visibilidade global das ações desenvolvidas é a de que os referenciais para otimizar o desenvolvimento de SAFs poderão, agora, ser acessados e proliferados por meio da Plataforma de Boas Práticas para o Desenvolvimento Sustentável (www.boaspraticas.org.br). Lançada em 2014 pela Unidade de Coordenação de Projetos da FAO, em parceria com a ITAIPU Binacional e o Governo do Estado do Paraná, a

Plataforma objetiva promover a disseminação e o compartilhamento de um conjunto de iniciativas bem sucedidas desenvolvidas nos três estados da região Sul do Brasil. A Plataforma vai proporcionar a troca de experiências, sobretudo entre nações latinoamericanas e africanas, a partir do diálogo em prol do desenvolvimento sustentável.

Universidade Federal de Santa Catarina/UFSC

Outra iniciativa é decorrente da atuação de um grupo de trabalho da Universidade Federal de Santa Catarina/UFSC. Desta feita, a atuação da Cooperafloresta está sendo citada como referência mútua para otimizar o desenvolvimento de SAFs. Neste âmbito, a proposta é a de compartilhar as experiências consolidadas ou em andamento com o manejo ou beneficiamento de Sistemas AgroFlorestais Agroecológicos do Sul (SAFAS), aprovado pelo MDA/CNPq, de forma que sejam efetivamente consideradas nas políticas públicas e/ou ações futuras.

Sobre a Cooperafloresta – http://www.cooperafloresta.com/

A Cooperafloresta (Associação dos Agricultores Agroflorestais de Barra do Turvo/SP e Adrianópolis /PR) nasceu em 1996. Em 2003 foi formalizada e hoje atua diretamente com 120 famílias agricultoras e quilombolas de Adrianópolis (PR) e Barra do Turvo (SP). Também assessora 180 famílias agriculturas assentadas, distribuídas nos municípios de Morretes, Antonina, Paranaguá, Serra Negra e Lapa (Paraná); Ribeirão

Preto e Apiaí (São Paulo).

Em todas as localidades promove o fortalecimento da agricultura familiar e camponesa assessorando os processos de organização, formação e capacitação das famílias agricultoras, planejamento dos sistemas agroflorestais, além do beneficiamento, agroindustrialização, certificação participativa e comercialização da produção.

Além do Projeto Agroflorestar, a Cooperafloresta executou três outros projetos patrocinados pela Petrobras que tem se configurado como uma parceira fundamental para a consolidação, qualificação e multiplicação da prática agroflorestal, geração de renda e conservação ambiental.

Sobre o Projeto Agroflorestarhttp://www.agroflorestar.com.br/

O Projeto  Agroflorestar – iniciativa que busca o equilíbrio entre o desenvolvimento humano e o meio ambiente – está sendo patrocinado pela Petrobras desde 2010. Ao longo de sua execução vem conquistando resultados importantes e muitos avanços, transformando a vida de centenas de famílias agricultoras de diversas regiões do país ao mesmo tempo em que recupera e conserva os recursos naturais.

Informações para a imprensa: JOSI BASSO/ (41) 9959-0506 / (41) 9223-7104 / SKYPE –

josibasso1969

 


Fonte: Agroecologia.org.br



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

12/08/2020 às 09:50

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para celulose?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1584 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey