Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


15/08/2015

Brasil e Alemanha firmam parceria em projeto de proteção ambiental

Parceria visa investir em ações voltadas à capacitação e ao desenvolvimento de metodologias de monitoramento e gestão dos recursos naturais encontrados na costa brasileira.

Parceria entre os governos visa investir cerca de 11 milhões de euros (R$ 42,9 milhões).

O Ministério do Meio Ambiente (MMA) e o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), em parceria com o Ministério Federal do Meio Ambiente, Conservação da Natureza, Construção e Segurança Nuclear (BMUB), da Alemanha, por meio da Agência de Cooperação alemã GIZ, vão realizar no dia 17 de agosto, o lançamento do projeto Proteção e Gestão Integrada da Biodiversidade Marinha e Costeira (TerraMar).

O evento contará com a presença da ministra do Meio Ambiente da Alemanha, Barbara Hendricks, do secretário de Extrativismo e Desenvolvimento Rural Sustentável do MMA, Carlos Mario Guedes de Guedes, e do presidente do ICMBio, Cláudio Maretti. Será realizado na sede do Centro Nacional de Pesquisa e Conservação da Biodiversidade Marinha do Nordeste (Cepene), localizado na Baia de Tamandaré, litoral sul de Pernambuco.

Planejamento Ambiental

A parceria entre os governos brasileiro e alemão visa investir cerca de 11 milhões de euros (R$ 42,9 milhões), entre 2015 e 2020, em ações voltadas à capacitação e ao desenvolvimento de metodologias de monitoramento e gestão dos recursos naturais encontrados na costa brasileira.

A implantação do projeto TerraMar ocorre diante da preocupante constatação de que as zonas costeira e marinha brasileiras, das mais extensas do mundo e de biodiversidade singular, são as mais ameaçadas do País, devido à intensidade do uso e da ocupação humana.

É exatamente com o objetivo de garantir um planejamento ambiental territorial coerente e a gestão integrada da zona marinha e costeira, de modo a contribuir para a proteção e o uso sustentável de sua biodiversidade, que a parceria entre os Ministérios do Meio Ambiente alemão e brasileiro se concretiza.

Inicialmente, o projeto atuará em duas regiões selecionadas: a Área de Proteção Ambiental (APA) Costa dos Corais, em Pernambuco e Alagoas, e a Região do Banco de Abrolhos, nos estados do Espírito Santo e Bahia. Apesar de partir das unidades de conservação como ponto de referência, o projeto tem o objetivo de ir além, no sentido de identificar as regiões de influência, mapear as dinâmicas locais, listar as atividades realizadas nos territórios e analisar os impactos positivos e negativos gerados.

Área de Proteção Ambiental

A Área de Proteção Ambiental (APA) Costa dos Corais é a maior unidade de conservação federal marinha do Brasil, importante área de soltura e único ponto de reintrodução no Brasil do peixe-boi marinho (Trichechus manatus), uma das espécies de mamíferos aquáticos mais ameaçadas do País.

Possui mais de 400 mil hectares de área e cerca de 120 km de praias e mangues. Está localizada na região Nordeste, abrangendo 14 municípios, estendendo-se do litoral sul de Pernambuco ao litoral norte de Alagoas, numa região caracterizada pela cultura de cana de açúcar e um forte turismo nas praias.

  • É uma unidade de uso sustentável que busca harmonizar os objetivos de preservação ambiental e os diferentes usos dos serviços ecossistêmicos (pesca, agricultura, turismo e pesquisa) para garantir a conservação da natureza para as gerações presentes e futuras.


Fonte: Portal Brasil / Painel Florestal



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

14/08/2020 às 19:06

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para carvão?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1894 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey