Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


23/07/2015

Eldorado registra Ebitda recorde de R$ 385 milhões no 2º trimestre

Ebitda acumulado dos últimos 12 meses ultrapassa R$ 1,2 bilhão

Celulose no terminal da Eldorado no Porto de Santos

A Eldorado Brasil Celulose registrou boa performance com crescimento de receita líquida e Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) no segundo trimestre de 2015. A empresa alcançou R$ 854 milhões de receita líquida no trimestre, 54% acima do alcançado no mesmo período no ano anterior. O Ebitda de R$ 385 milhões no trimestre foi recorde, com crescimento de 150% em relação ao segundo trimestre de 2014, com margem de 45%. “O excelente desempenho da Eldorado demonstra nosso compromisso com a competitividade e a excelência operacional. Temos práticas inovadoras e sustentáveis e uma equipe de alta performance comprometida e motivada.”, afirma José Carlos Grubisich, presidente da companhia.

O objetivo de estar entre as empresas mais competitivas do setor também engloba a área financeira. Neste trimestre, Eldorado foi a primeira empresa da indústria de celulose a divulgar seus resultados trimestrais auditados, demonstrando eficiência e busca pela excelência em todas as áreas da companhia.

De abril a junho, a empresa produziu 398 mil toneladas de celulose e alcançou volume recorde de vendas com 437 mil toneladas, atingindo o menor nível de estoque desde o início de suas operações. O setor de celulose mundial apresenta uma combinação positiva de crescimento de volume e aumento de preço da commodity em dólar. Os produtores brasileiros ainda são beneficiados pela desvalorização do câmbio.

O volume de vendas da Eldorado, 8% acima do segundo trimestre de 2014, teve como principal destino o mercado externo, principalmente a China. No período, a Eldorado produziu ainda energia elétrica de biomassa suficiente para consumo próprio e venda para parceiros localizados no complexo industrial. O excedente, mais de 45 mil MW (megawatts), foi vendido ao sistema elétrico nacional.

O mês de junho foi marcado por importante marcos para a empresa. A Eldorado iniciou as obras de construção da nova linha de produção em Três Lagoas (MS), o Projeto “Vanguarda 2.0”. O investimento industrial de R$ 8 bilhões vai criar a maior e mais inovadora fábrica de celulose do mundo, com capacidade anual superior a 2 milhões de toneladas.

“A decisão de construir uma nova fábrica está ligada a nossa estratégia de ser uma das empresas mais competitivas do setor de celulose no mundo. Com o início da operação da nova linha, teremos o maior complexo industrial de celulose do mundo”, reforça o presidente da Eldorado.

Além disso, em junho, a companhia inaugurou seu terminal portuário em Santos, alinhado ao seu plano estratégico de aumento da competitividade e da eficiência logística na exportação de celulose. Com investimento de R$ 90 milhões, o terminal é um dos mais modernos da América Latina e atende às necessidades logísticas da Eldorado para exportação. O terminal, que está em pleno funcionamento, irá proporcionar uma redução anual dos custos logísticos da ordem de R$ 80 milhões.

A companhia vislumbra um cenário promissor para os próximos trimestres, com resultados relevantes que se alinham aos propósitos de liderança de mercado da Eldorado. “Com o novo terminal portuário já operando, o encerramento das operações de colheita de madeira no Estado de São Paulo e o cenário positivo para o setor, as perspectivas para os próximos meses são ainda mais promissoras para nos tornarmos uma das empresas mais competitivas do setor de celulose”, observa Grubisich.

Sobre Eldorado Brasil

A Eldorado Brasil, empresa do Grupo J&F, é uma das principais produtoras mundiais de celulose branqueada de eucalipto, com matéria prima proveniente de florestas plantadas e certificadas. Com dois anos de operação, já tem presença consolidada no mercado internacional e ocupa lugar de destaque no setor, pela adoção de tecnologia de ponta e inovação em toda a cadeia produtiva, o que garante resultados competitivos e sustentáveis. Sua fábrica em Três Lagoas, Mato Grosso do Sul, tem capacidade nominal de produção de celulose de 1,7 milhão de toneladas por ano.


Fonte: Painel Florestal



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

29/09/2020 às 10:23

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

O que você acha da implantação do Cadastro Ambiental Rural (CAR)?

Trará benefícios aos produtores rurais
Trará benefícios ao meio ambiente
Trará benefícios apenas para o governo
Trará benefícios aos produtores rurais, ao meio ambiente e ao governo
Não muda a situação dos produtores rurais, nem do meio ambiente

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1301 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey