Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


21/07/2015

Junho bate recorde de calor no planeta desde fim do século 19

Temperaturas foram as mais altas desde início dos registros, em 1880. Primeiro semestre também teve recordes de calor para o período.

Garota se refresca durante onda de calor em fonte no parque Andre Citroen, em Paris, no dia 16 de julho (Foto: AFP Photo/Martin Bureau)
Junho de 2015 foi o mês mais quente no planeta desde que o registro de temperaturas começou a ser feito em 1880 - anunciou nesta segunda-feira (20) a Agência Oceânica e Atmosférica dosEstados Unidos (Noaa, em inglês).

Os seis primeiros meses do ano também foram marcados por temperaturas recordes para o período, o que demonstra que o aquecimento global continua a não dar trégua.

O ano passado já havia sido o mais quente desde que se tem registro.

A temperatura média em junho na terra e nos oceanos foi 0,88°C superior à média do século 20, acrescenta a Noaa em um comunicado.

O recorde anterior de temperatura em um mês de junho foi em 2014, e o do primeiro semestre do ano, em 2010.

Menina pula na água para se refrescar em Grugabad, uma piscina aberta ao ar livre em Essen, na Alemanha (Foto: Ina Fassbender/Reuters)
Menina pula na água para se refrescar em Grugabad, uma piscina aberta ao ar livre em Essen, na Alemanha, em 30 de junho (Foto: Ina Fassbender/Reuters)

No primeiro semestre de 2015, a temperatura média foi 0,85°C superior à média do século 20, ainda de acordo com a Noaa.

Em junho, a extensão dos gelos árticos chegou a 906.495 km2, 7,7% abaixo da média do período 1981-2015.

Trata-se da terceira menor superfície de gelos árticos em um mês de junho desde 1979, quando começaram a ser feitas as observações por satélite.

Na Antártida, a superfície gelada chegou a 984.195 km2, 7,2% a menos do que a média do período 1981-2010.

Um garoto salta de uma plataforma de 7,5 metros em uma piscina em Frankfurt, na Alemanha. A onda de calor em toda a Alemanha atingirá o pico no sábado (4), com temperaturas em torno de 40ºC (Foto: Michael Probst/AP)Um garoto salta de uma plataforma de 7,5 metros em uma piscina em Frankfurt, na Alemanha. A onda de calor em toda a Alemanha atingirá o pico no sábado, 4 de julho, com temperaturas em torno de 40ºC (Foto: Michael Probst/AP)


Fonte: G1 / France Presse



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

20/06/2019 às 01:12

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

O que você acha da implantação do Cadastro Ambiental Rural (CAR)?

Trará benefícios aos produtores rurais
Trará benefícios ao meio ambiente
Trará benefícios apenas para o governo
Trará benefícios aos produtores rurais, ao meio ambiente e ao governo
Não muda a situação dos produtores rurais, nem do meio ambiente

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1211 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey