Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


30/04/2015

Reunião pública discute o projeto de lei para exploração de área de cerrado

Objetivo é preservar espécies importantes da biodiversidade.

Audiência pública em Itirapina discute uso de área de cerrado por 30 anos (Foto: EPTV).

Uma reunião pública em Itirapina (SP), realizada nesta semana, discutiu um projeto de lei que permite a exploração de uma área de cerrado pela iniciativa privada. A área da Estação Experimental tem mais de 2 mil hectares e pode ser concedida por 30 anos. O Ministério Público é contra e um biólogo aponta riscos para a fauna e a flora do local.

Em 2013, o MP instaurou inquérito civil para apurar a intenção do governo em privatizar o local. “As verbas arrecadadas com a extração de madeira da estação e, também de resina e outros subprodutos de folhas e sementes, vão para a Fundação Florestal. A Fundação Florestal acaba repassando apenas 40% dessa verba para o Instituto Florestal, que é o órgão gestor, e essa verba ainda acaba sendo diluída por todas as unidades de conservação do estado inteiro”, afirmou o promotor de Justiça Ivan Carneiro Castanheiro.

Durante a audiência pública, os argumentos foram usados para conseguir o apoio de políticos e da população. “É um lugar maravilhoso que Itirapina tem, é um cartão postal da cidade”, disse o arquiteto Sandro Pimenta. Ele disse que quer acompanhar a situação para ver qual será a solução para o problema.

Danos

A área possui espécies importantes da biodiversidade que estão preservadas, que podem sofre danos irreversíveis se o manejo não for feito da melhor maneira possível, segundo o biólogo Fábio Matheus. “Você compromete fauna e flora e pode comprometer futuramente a área de recarga que existe do Aquífero Guarani. Nós ecologistas, nós biólogos e defensores da área verde, temos a obrigação de brigar por essa área. É uma riqueza pertencente a toda a população que pode ser destruída”, explicou Matheus.

O projeto de lei tramita na Assembleia Legislativa. A Secretaria Estadual do Meio Ambiente informou que acompanha o resultado, assim como a consequência da reunião de terça em Itirapina.


Fonte: G1



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

20/10/2019 às 11:00

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para carvão?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


939 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey