Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


22/02/2015

Grupo de trabalho discute manejo florestal em Unidades de Conservação

A primeira reunião do Grupo de Trabalho aconteceu no escritório da Emater em Breves.

A ação vai beneficiar mais de duas mil famílias em quatro municípios.

A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater), o Instituto Federal do Pará (IFPA), o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBIO) e outros órgãos governamentais começaram a discutir a metodologia que deverá ser usada pelas instituições do setor para o manejo florestal comunitário em Unidades de Conservação em municípios do arquipélago do Marajó. A primeira reunião do Grupo de Trabalho (GT) aconteceu no escritório da Emater em Breves. A ação vai beneficiar mais de duas mil famílias em quatro municípios.

O GT que compõe a Caravana de Sensibilização do Manejo Comunitário agendou a primeira ação para o próximo dia 23 de março, na Reserva Extrativista Mapuá, a 12 horas de barco da sede de Breves. O grupo que atua junto aos extrativistas desde outubro do ano passado, debatendo e executando ações, já reuniu em seminário representantes de todas as Resexs da região e identificou, por meio de um diagnóstico, todas as serrarias que existem nestes locais.

Segundo Alcir Borges, supervisor da Emater no Marajó, a empresa vai prosseguir com as ações já desenvolvidas junto às famílias e incentivando a diversificação da produção, principalmente em relação às culturas estabelecidas na região como as de mandioca e de açaí, com plantios sempre norteados pela legislação das unidades. Para o trabalho com os extrativistas a Emater implantará a Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER) Florestal.

No mapeamento junto às madeireiras, entre as constatações apresentadas está a qualidade de vida superior dos extrativistas que trabalham com a coleta do açai. “ Quem vive da produção do açaí, que é uma atividade legal e rentável, tem melhores condições do que quem vive da madeira, que nem sempre está legalizado“, finaliza Borges.


Fonte: Agência Pará de Notícias



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

20/08/2018 às 21:58

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

O que você acha da implantação do Cadastro Ambiental Rural (CAR)?

Trará benefícios aos produtores rurais
Trará benefícios ao meio ambiente
Trará benefícios apenas para o governo
Trará benefícios aos produtores rurais, ao meio ambiente e ao governo
Não muda a situação dos produtores rurais, nem do meio ambiente

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1025 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey