Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/storage/7/ab/56/ciflorestas/public_html/controle/nuvemtags_gerar.php on line 16

Warning: max() [function.max]: Array must contain at least one element in /home/storage/7/ab/56/ciflorestas/public_html/controle/nuvemtags_gerar.php on line 53

Warning: min() [function.min]: Array must contain at least one element in /home/storage/7/ab/56/ciflorestas/public_html/controle/nuvemtags_gerar.php on line 55
CIFlorestas>>Notícia>>30 milhões de árvores poderiam reduzir crise da água em SP

Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


22/02/2015

30 milhões de árvores poderiam reduzir crise da água em SP

Desmatamento reduz a oferta de água. Mas dá para reverter esse quadro. E não custa muito.

Vista aérea da represa Atibainha, que faz parte do reservatório da Cantareira, durante seca em Bragança Paulista

São Paulo - A Cantareira precisa de 30 milhões de árvores para recompor sua mata ciliar em 34 mil hectares, segundo técnicos da Embrapa Informática e da GV Agro ouvidos pelo jornal Estado de S. Paulo.

Tal extensão é o mínimo necessário para cumprir com a determinação legal de faixa prevista pelo novo Código Florestal, que já a reduziu ao mudar os parâmetros de cálculos (passou a medir Áreas de Preservação Permanente a partir do leito regular do rio, e não mais de sua largura máxima).

Ao longo da história, a Cantareira já perdeu quase 80% de sua vegetação original. Os impactos do desmatamento em áreas de manancial são significativos. Além de filtrar poluentes trazidos por enxurradas, as matas ciliares têm papel essencial na prevenção de secas, pois ajudam a reabastecer os lençóis freáticos e impedem a erosão do solo e o assoreamento de rios.

Um dos problemas mais evidentes da supressão de mata nativa é a redução na recarga das águas subterrâneas, o que afeta a drenagem das águas de chuva. Sem as árvores, pouca água é absorvida pelo solo.

Em entrevista ao jornal, o especialista Ricardo Rodrigues, da Esalq, a Escola de Agronomia da USP, explicou que não seria preciso plantar todas as 30 milhões de mudas.

Segundo ele, o plantio direto poderia ser aplicado à metade da área. Em outros 25%, seria possível induzir a regeneração natural, principalmente onde houver vegetação próxima. Os restantes 25% exigiriam enriquecimento com espécies.

Conforme o jornal, o projeto custaria R$ 195,5 milhões e surtiria efeito em cinco anos. O valor é inferior ao das grandes obras de engenharia anunciadas pelo governo paulista para tirar SP do sufoco.

Apenas a transposição entre as Represas Jaguari, da Bacia do Paraíba do Sul, e Atibainha, do Sistema Cantareira, está estimada em R$ 830,5 milhões.


Fonte: Exame



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (2)


Paulo De Figueiredo disse:

23/02/2015 às 12:59

Esta iniciativa deve ser apoiada por sua efetividade, como demonstram os resultados alcançados pelo movimento Green Belt (greenbeltmovement.org), iniciado pelo Prêmio Nobel Wangari Maathai, na África.

José Carlos disse:

23/02/2015 às 08:53

Só tem um problema, não existe correlação entre recarga de agua no subsolo com reflorestamento. Pelo contrário as árvores evapotranspiram mias pois seu sistema radicular é mais profundo diminuindo a percolação de agua no perfil de solo.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para celulose?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1457 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey