Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


19/12/2014

Pesquisa revela que degelo na Antártica vai reduzir chuvas no Brasil

Na semana em que a Conferência Mundial sobre Clima, realizada no Peru, termina sem grandes avanços na política de redução na emissão de gases do efeito estufa, a ciência dá mais um passo para mostrar a urgência em conter a ritmo do aquecimento global.

Professor Flávio Barbosa Justino. Foto: DEA/UFV
Um artigo publicado numa das mais importantes revistas científicas do mundo sobre o tema, a Journal of Climate (EUA), mostra que o degelo na Antártica pode mudar o padrão dos ventos no Hemisfério Sul e interferir na quantidade de chuvas em todo o mundo e particularmente no Sudeste do Brasil.

O artigo The Large-scale Climate in Response to the Retreat of the West Antarctic Ice Sheet tem como primeiro autor o professor do Departamento de Engenharia Agrícola da UFV, Flávio Justino, e foi escrito em parceria com pesquisadores da Itália e da Noruega. O professor Flávio explica que a porção a oeste da Península Antártica, que corresponde a 30% de todo o gelo da região, não se apoia sobre solos e é mais sensível ao derretimento. Os pesquisadores já sabem que esta porção da calota polar está derretendo. Em 2014, o ritmo de degelo foi o maior dos últimos anos. O artigo mostra as consequências globais do derretimento usando modelagem matemática, uma técnica capaz de cruzar milhares de dados climáticos para predizer o futuro.

“O derretimento do gelo muda o perfil dos ventos e enfraquece os sistemas de frentes frias geradas a partir da Antártica e que provocam as chuvas, sobretudo no hemisfério Sul”, diz Flávio Justino. Como o clima do planeta é integrado, espera-se mudanças também em outras regiões. O professor explica ainda que esta porção da Antártica já derreteu há um milhão de anos por fatores naturais. Agora, as causas são antropogênicas e o ritmo do degelo vai depender do aquecimento global.

A pesquisa utiliza dados de satélite e modelos climáticos de todo o mundo. A Antártica é sempre uma referência para estudos do clima porque é onde as primeiras mudanças são mais facilmente perceptíveis e os dados podem ser usados para modelar efeitos em outras partes do globo. O artigo já está na revista online e será publicado em breve em edição impressa. A Journal of Climate é a revista científica mais importante do mundo para publicação de artigos sobre clima.

Acesse o artigo na íntegra: https://www2.dti.ufv.br/ccs_noticias/files/anexos/phpPWVOjN_22491.pdf

 
 


Fonte: SIF



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

30/05/2020 às 01:55

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

O que você acha da implantação do Cadastro Ambiental Rural (CAR)?

Trará benefícios aos produtores rurais
Trará benefícios ao meio ambiente
Trará benefícios apenas para o governo
Trará benefícios aos produtores rurais, ao meio ambiente e ao governo
Não muda a situação dos produtores rurais, nem do meio ambiente

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1434 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey