Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


17/11/2014

IBGE lança o mapa potencial de agressividade climática na Amazônia

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apresenta o mapa do Potencial de Agressividade Climática na Amazônia Legal, que integra os estudos produzidos pelo Diagnóstico Ambiental da região.

Mapa do Potencial de Agressividade Climática na Amazônia Legal. Fonte: IBGE

Foram analisados dados provenientes de 326 estações climatológicas e pluviométricas do banco de dados do antigo Departamento Nacional de Águas e Energia Elétrica (DNAEE) e da Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM), coletados entre 1960 a 1990, além de informações doAtlas Climatológico da Amazônia Brasileira (SUDAM, 1984) e do acervo do IBGE.

Com dados provenientes de 326 estações meteorológicas, coletados durante três décadas, além de informações da SUDAM e do IBGE, o mapa integra os estudos produzidos pelo Diagnóstico Ambiental da Amazônia Legal.

O mapa conjuga a análise das variáveis climáticas, ajustadas às características do relevo e da cobertura vegetal da Amazônia Legal, que ameniza os efeitos do clima.
 

A partir da integração e análise de todas as variáveis foram estabelecidas três grandes classes de agressividade (alta, média e baixa), subdivididas em níveis (fatores), segundo a combinação dos elementos: índice de concentração de chuvas; números de meses com excesso, número de meses com deficiência e totais médios anuais de chuva.

O mapa está em escala de 1:5.000.000 (1cm = 50km) e sua versão digital, nos formatos pdf e shape, pode ser encontrada no portal do IBGE, em:
ftp://geoftp.ibge.gov.br/mapas_tematicos/integrado_zee_amazonia_legal/shape/
shapes_potencial_agressividade_climatica.zip
.

Em escala de 1:5.000.000 (1cm = 50km), sua versão digital está disponível emftp://geoftp.ibge.gov.br/mapas_tematicos/integrado_zee_amazonia_legal/
amazonia_potencial_agressividade_climatica.pdf
.

Segundo o IBGE, arquivos em formato shape também estarão disponíveis em breve, como geoserviços, na Infraestrutura Nacional de Dados Espaciais (Inde).


Fonte: IBGE



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

20/03/2019 às 09:12

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para carvão?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1518 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE   |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey