Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


16/11/2014

Eldorado Brasil anuncia Ebitda de R$ 237 milhões e é destaque do setor no trimestre

A margem Ebitda do trimestre foi de 40% e o Ebitda nos nove meses do ano atingiu R$ 517 milhões

A Eldorado Brasil Celulose (www.eldoradobrasil.com.br), empresa do grupo J&F, chega ao terceiro trimestre de 2014 com o melhor desempenho desde o início de suas operações. Influenciados pelos elevados níveis de produção, desempenho de vendas e eficiência operacional, a receita líquida e o Ebitda evidenciam a posição de destaque da companhia no setor.

O parque industrial da Eldorado em Três Lagoas (MS) tem a melhor tecnologia disponível para a produção de celulose do mundo, que aliada ao uso eficaz de recursos por profissionais capacitados, possibilitou atingir 110% de sua capacidade nominal inicial – 1,5 milhão de toneladas por ano. Com isso, a produção deve chegar a aproximadamente 1,7 milhão de toneladas de celulose em 2015. “A presença da Eldorado no mercado global de celulose já está consolidada. E os resultados deste trimestre comprovam o sucesso da nossa estratégia com uma base diversificada de clientes, forte presença nos principais mercados do mundo que apresentam crescimento, além da evolução contínua da eficiência operacional”, afirma José Carlos Grubisich, presidente da Eldorado Brasil.

Após sete trimestres em operação, no período de julho a setembro, a Eldorado registrou recordes de receita líquida, no valor de R$ 597 milhões, e de Ebitda (lucro bruto menos as despesas operacionais, excluindo depreciação e amortizações do período e os juros), de R$ 237 milhões, com margem de 40%. No ano, o Ebitda atingiu R$ 517 milhões, praticamente dobrando na comparação com os nove primeiros meses de 2013. De janeiro a setembro, a Eldorado teve prejuízo de R$ 359 milhões, em grande parte decorrente do impacto não-caixa da variação cambial de R$ 172 milhões, contra prejuízo de R$ 781 milhões no mesmo período de 2013.

As vendas de celulose da Eldorado chegaram a 454 mil toneladas, 12% superior ao trimestre anterior. O volume de produção atingiu 423 mil toneladas, levando a empresa a usar parte de seus estoques para atender às crescentes demandas de clientes. Com sólida presença no mercado mundial, a Eldorado exporta em torno de 90% do volume vendido (403 mil toneladas) para Europa (35%), Ásia (40%), América do Norte (10%) e América Latina (4%).

O volume vendido de janeiro a setembro chegou a 1.148 mil toneladas, 48% maior do que em 2013. Nesses nove meses, a participação do mercado interno também merece destaque, com crescimento de 15% no volume faturado, passando de 118 mil toneladas para 137 mil toneladas.

A produção de papéis dos tipos Tissues e “Imprimir e Escrever” representa, cada uma, 40% do destino das vendas da Eldorado. “Acreditamos em um crescimento sustentado da demanda de celulose de eucalipto e no fechamento de fábricas não competitivas no hemisfério Norte. Este contexto favorável de mercado abre oportunidade para uma estratégia de crescimento da Eldorado”, avalia Grubisich.

Com a busca constante pelo aumento da eficiência, a empresa também teve resultados operacionais bastante positivos, com recordes de produção de celulose no trimestre de 423 mil toneladas. O plantio acelerado de eucalipto acompanha o ritmo de produção. Até setembro, a área plantada chegou a 187 mil hectares com uma distância média muito competitiva. A expectativa é chegar ao fim do ano com 200 mil hectares de eucalipto plantados.

Além da celulose branqueada de alta qualidade, a planta industrial de Três Lagoas tem capacidade de gerar energia limpa excedente à quantidade que consome. Neste trimestre, a energia gerada pelo processo – a partir da biomassa – foi de 346 mil megawatts/hora (MW/h), sendo que 42 mil MW/h foram comercializados no Sistema Elétrico Nacional.

Para garantir a eficiência logística, a empresa está construindo um terminal próprio no Porto de Santos, que deverá entrar em operação no primeiro trimestre de 2015, já com importantes ganhos de competitividade. “Os resultados deste ano evidenciam nossa capacidade de execução e demonstram a posição de destaque da Eldorado no cenário global. Estamos construindo nosso futuro em bases sólidas”, comenta Grubisich.



Fonte: Painel Florestal



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

29/09/2020 às 02:04

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para celulose?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1770 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey