Facebook Twitter RSS

Avanço e Pesquisa

Versão para impressão
A-
A+


10/11/2014

Variações anuais na produção de frutos e sementes entre populações e indivíduos em castanhais nativos de Roraima.

Artigo submetido à Revista Árvore, Viçosa, v.38, n.1, p.133-144, 2014, de autoria de Helio Tonini e Cássia Ângelo Pedrozo, relata sobre as Variações anuais na produção de frutos e sementes de castanheira-do-brasil (Bertholletia excelsa Bonpl., Lecythidaceae) em florestas nativas de Roraima.

Castanha do Brasil - Google
Entre os produtos florestais não madeireiros da Amazônia, a semente da castanheira-do-brasil é o mais conhecido e solidamente estabelecido nos mercados doméstico e de exportação. Sua coleta é ainda realizada quase que exclusivamente em florestas tropicais primárias, o que a torna espécie-chave para o desenvolvimento econômico-social das comunidades e para a manutenção dos benefícios diretos e indiretos da floresta.
            Para árvores de alto valor econômico, como a castanheira-do-brasil, um máximo nível de frutificação e uma mínima variação interanual podem ser fatores decisivos no sucesso comercial e, consequentemente, na valorização do recurso florestal. Além disso, árvores que apresentam elevada produtividade e repetitibilidade de produção ao longo dos anos são de grande interesse para a produção de mudas de maior qualidade genética.
            Além da quantificação ao longo dos anos, a quantificação da produção por árvore, que varia entre diferentes populações, é fundamental para a estimativa adequada da produtividade potencial em determinada área ou região e tem importância central na conservação e manejo da castanheira-do-brasil.
            Nesse contexto, este trabalho, teve como objetivo, estudar as variações anuais e interanuais de produção de frutos e sementes entre populações e indivíduos em castanhais nativos de Roraima. Os dados foram obtidos em cinco parcelas permanentes de 300 m x 300 m instaladas nos Municípios de Caracaraí e São João da Baliza. Nas parcelas permanentes, todas as castanheiras com diâmetro à altura do peito superior ou igual a 10 cm foram identificadas, medidas e numeradas através de placas de alumínio presas aos fustes por pregos. Durante o período de queda dos frutos (março a julho), as árvores foram visitadas em duas ocasiões no meio e no final desse período, e os frutos contados, abertos e pesados com balança de gancho digital com precisão de 50 g.
            A produção de frutos e sementes varia entre populações e indivíduos e a maioria não produz frutos todos os anos. No ano de maior produção, um castanhal chega a produzir 52 vezes mais do que em anos de baixa. Nos locais estudados, a produção total concentra-se em um pequeno número de indivíduos com um ano de pico de produção (mast-year).
 
Leia mais em: http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br/handle/123456789/10430


Fonte: Marina Lotti e Ana Teresa Leite - BIC: Biblioteca Digital Florestal



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (1)


Soraya Luisi disse:

08/05/2016 às 12:37

Quero atuar no mercado florestal e adquiri sementes do Cedro australiano, Cedro do L?bano, caf? e esp?cies nativas brasileiras da mata Atl?ntica e outras; Jequitib? vermelho, guapuruvu, pau-brasil, cedro-rosa, cambuci

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

O que você acha da implantação do Cadastro Ambiental Rural (CAR)?

Trará benefícios aos produtores rurais
Trará benefícios ao meio ambiente
Trará benefícios apenas para o governo
Trará benefícios aos produtores rurais, ao meio ambiente e ao governo
Não muda a situação dos produtores rurais, nem do meio ambiente

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


3473 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey