Facebook Twitter RSS

Avanço e Pesquisa

Versão para impressão
A-
A+


22/10/2014

Uma Visão Geral da Gestão Integrada de Formigas Cortadeiras (Hymenoptera: Formicidae) em Plantações Florestais Brasileiras

Pesquisa realizada pelo Professor Ronald Zanetti e colaboradores, da Universidade Federal de Lavras, avaliou os danos causados por formigas cortadeiras, monitoramento dos ninhos, estratégias e táticas para gestão destas formigas.

Foto ilustrativa: Google


O Manejo Integrado de Pragas (MIP) visa utilizar vários métodos de controle baseados em parâmetros econômicos, ecológicos e sociais para manter a população de pragas abaixo do nível de dano econômico.

Formigas dos gêneros Atta e Acromyrmex são as principais pragas encontradas em plantações de Pinus e Eucalyptus. Estas formigas cortadeiras, cortam folhas, flores, brotos e galhos que posteriormente são transportados para o interior de seus ninhos. Tais fatos causam perdas diretas e indiretas à produção, como a morte de plântulas e redução do crescimento das árvores, e diminuição da resistência da árvore para insetos e patógenos.

A pesquisa realizada pelo Professor Ronald Zanetti e colaboradores, da Universidade Federal de Lavras, avaliou os danos causados por formigas cortadeiras, monitoramento dos ninhos, estratégias e táticas para gestão destas formigas.

Para a avaliação dos danos, foram simulados desfolhamentos em diferentes níveis e observados como a quantidade de colônias por hectare pode influenciar na redução do crescimento anual da planta. Com isto, os autores concluíram que as formigas cortadeiras causam danos significativos para povoamentos de Pinus e Eucalyptus, e portanto, torna-se necessários medidas para controla-las.

Quanto ao monitoramento dos ninhos, os produtores florestais têm implementado sistemas de monitoramento para reduzir os impactos causados pelo uso indiscriminado de inseticidas e os custos envolvidos no controle das formigas cortadeiras. O monitoramento permite estimar o número e tamanho dos ninhos, bem como as espécies particulares por hectare. Desta forma, o monitoramento reduz os custos e os impactos ambientais, por propiciar tomadas de decisões mais cedo e sábias.

Avaliou-se também as estratégias e táticas para gestão das formigas cortadeiras. Dentre eles, estão o controle por meio de produtos químicos, resistência de plantas, controle mecânico, controle cultural e controle biológico.  Segundo os autores, o controle acontece principalmente com produtos químicos. No entanto, métodos alternativos estão sendo estudados, como o controle biológico por fungos e bactérias e aumento de seus inimigos naturais, uso de extrato de plantas, controle mecânico e métodos silviculturais. Selecionar um método de controle ótimo e identificar as espécies de formigas que causaram o dano é importante, bem como localizar e monitorar as áreas com densidade critica de ninhos.
O trabalho que apresenta estas bases para manejo integrado de formigas cortadeiras em plantios florestais brasileiros está disponível no link abaixo:

http://www.mdpi.com/1999-4907/5/3/439


Fonte: Adriele de Lima Felix ? Bolsista do Polo de Excelência em florestas/ SECTES/FAPEMIG



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

21/08/2019 às 16:29

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para celulose?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


2382 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey