Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


30/09/2014

Nova tecnologia na cogeração de energia a partir de biomassas não convencionais

Já imaginou o uso de biomassas com alto teor de cinzas, elevada umidade, impurezas vegetais e minerais e consequentemente baixo poder calorífico, sendo utilizadas para fins energéticos?

Os longos períodos de geada e frio como também a baixa disponibilidade de combustíveis fósseis e grande disponibilidade de turfa (resíduo de vegetações com alta umidade) e variadas biomassas propiciaram o pioneirismo da Finlândia no desenvolvimento do Leito Fluidizado Borbulhante – BFB, que desde os anos 60 vem sendo pesquisado, e, atualmente, proporciona mais de 10% da energia elétrica e parte do aquecimento da água residencial desse país.
Com essa “nova” tecnologia é possível queimar biomassas que não poderiam ser adequadamente utilizadas com as técnicas convencionais, assim a alta umidade, o difícil controle de granulometria e homogeneização dos materiais, como também o uso de cascas, folhas, turfas e raízes que possuem baixa eficiência de queima, se tornaram problemas facilmente contornáveis quando se utiliza o BFB.
De acordo com o Eng. Mecânico Leonardo Zanini, o BFB é utilizado mundialmente na queima de biomassas não convencionais. Segundo o Engenheiro e diretor de Engenharia da empresa Caldema, o leito fluidizado borbulhante é formado por um grande volume de areia, que se fluidiza ao receber uma quantidade de ar por baixo, a alta pressão, com bicos de sopragem adequadamente dimensionados. Essa massa de areia é aquecida por queimadores e em seguida o combustível é injetado, passando a queimar no leito da areia, dispensando o uso de queimadores de partida, que são então apagados.
Dessa forma, durante a operação da caldeira, este volume de areia, com temperatura controlada, em torno de 850oC, promove grande estabilização da combustão e queima completa do combustível, resultando em uma caldeira mais estável em termos de produção, pressão e temperatura do vapor, suportando melhor as variações de umidade, granulometria e poder calorífico do combustível, isso quando comparada a uma caldeira com grelha, por exemplo. E como o BFB usa a areia para fluidização, as impurezas minerais presente no combustível reduz o consumo de areia de reposição, sendo que o nível é facilmente controlado por roscas de drenagem instaladas no fundo do leito.
A queima completa do combustível, utilizando a tecnologia do Leito Fluidizado Borbulhante, apresenta eficiência de combustão acima de 99,7%, como também utiliza menor quantidade de ar necessário para a combustão, resultando em menores emissões de poluentes, como materiais particulados e óxidos de nitrogênio. Segundo o Engenheiro a eficiência de caldeiras BFB supera 90%, contra 88% de caldeiras equivalentes com grelha.
Nesse sentido, o setor industrial brasileiro torna-se um importante cenário para o desenvolvimento e pesquisa dessa tecnologia, principalmente, na queima de biomassas não convencionais, que futuramente, poderão ser utilizadas na cogeração de energia.


Fonte: Márcia Silva



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

27/01/2020 às 17:01

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para carvão?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1387 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey