Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


30/09/2014

Nova tecnologia na cogeração de energia a partir de biomassas não convencionais

Já imaginou o uso de biomassas com alto teor de cinzas, elevada umidade, impurezas vegetais e minerais e consequentemente baixo poder calorífico, sendo utilizadas para fins energéticos?

Os longos períodos de geada e frio como também a baixa disponibilidade de combustíveis fósseis e grande disponibilidade de turfa (resíduo de vegetações com alta umidade) e variadas biomassas propiciaram o pioneirismo da Finlândia no desenvolvimento do Leito Fluidizado Borbulhante – BFB, que desde os anos 60 vem sendo pesquisado, e, atualmente, proporciona mais de 10% da energia elétrica e parte do aquecimento da água residencial desse país.
Com essa “nova” tecnologia é possível queimar biomassas que não poderiam ser adequadamente utilizadas com as técnicas convencionais, assim a alta umidade, o difícil controle de granulometria e homogeneização dos materiais, como também o uso de cascas, folhas, turfas e raízes que possuem baixa eficiência de queima, se tornaram problemas facilmente contornáveis quando se utiliza o BFB.
De acordo com o Eng. Mecânico Leonardo Zanini, o BFB é utilizado mundialmente na queima de biomassas não convencionais. Segundo o Engenheiro e diretor de Engenharia da empresa Caldema, o leito fluidizado borbulhante é formado por um grande volume de areia, que se fluidiza ao receber uma quantidade de ar por baixo, a alta pressão, com bicos de sopragem adequadamente dimensionados. Essa massa de areia é aquecida por queimadores e em seguida o combustível é injetado, passando a queimar no leito da areia, dispensando o uso de queimadores de partida, que são então apagados.
Dessa forma, durante a operação da caldeira, este volume de areia, com temperatura controlada, em torno de 850oC, promove grande estabilização da combustão e queima completa do combustível, resultando em uma caldeira mais estável em termos de produção, pressão e temperatura do vapor, suportando melhor as variações de umidade, granulometria e poder calorífico do combustível, isso quando comparada a uma caldeira com grelha, por exemplo. E como o BFB usa a areia para fluidização, as impurezas minerais presente no combustível reduz o consumo de areia de reposição, sendo que o nível é facilmente controlado por roscas de drenagem instaladas no fundo do leito.
A queima completa do combustível, utilizando a tecnologia do Leito Fluidizado Borbulhante, apresenta eficiência de combustão acima de 99,7%, como também utiliza menor quantidade de ar necessário para a combustão, resultando em menores emissões de poluentes, como materiais particulados e óxidos de nitrogênio. Segundo o Engenheiro a eficiência de caldeiras BFB supera 90%, contra 88% de caldeiras equivalentes com grelha.
Nesse sentido, o setor industrial brasileiro torna-se um importante cenário para o desenvolvimento e pesquisa dessa tecnologia, principalmente, na queima de biomassas não convencionais, que futuramente, poderão ser utilizadas na cogeração de energia.


Fonte: Márcia Silva



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

20/09/2020 às 09:05

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

O que você acha da implantação do Cadastro Ambiental Rural (CAR)?

Trará benefícios aos produtores rurais
Trará benefícios ao meio ambiente
Trará benefícios apenas para o governo
Trará benefícios aos produtores rurais, ao meio ambiente e ao governo
Não muda a situação dos produtores rurais, nem do meio ambiente

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1559 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey