Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


19/09/2014

DH recebe licença ambiental prévia para ampliação e derrocamento do canal

Departamento Hidroviário do Estado de São Paulo (DH) recebeu nessa quarta-feira, 17 de setembro, a Licença Ambiental Prévia (LP) para as obras de ampliação e derrocamento do Canal de Nova Avanhandava

Foto ilustrativa. (Fonte: Google)
A licença, que foi emitida pela CETESB (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) e tem validade de cinco anos, atesta a viabilidade ambiental do empreendimento e permite que a obra seja licitada.
O DH trabalha agora na produção dos projetos e estudos ambientais complementares para a concessão da Licença Ambiental de Instalação (LI), próxima etapa do processo de Licenciamento Ambiental, que permite efetivamente que a obra seja iniciada.

Com a escavação, o canal de navegação de Nova Avanhandava ganhará mais dois metros de profundidade no acesso à eclusa. Estas melhorias, que serão executadas em 10 km da hidrovia e englobam os municípios de Araçatuba, Birigui, Brejo Alegre, Buritama e Santo Antônio do Aracanguá, visam possibilitar a compatibilização do uso do reservatório tanto para o transporte de cargas como para a geração de energia.
Em 8 de setembro, o DH realizou audiência pública, dirigida às empresas interessadas em participar da licitação e ao público em geral, com o objetivo de detalhar a obra e sua execução. A previsão do DH é iniciar o processo licitatório no mês de outubro, com a pré-qualificação das empresas. O investimento previsto no empreendimento é de R$ 280 milhões.

Hidrovia Tietê-Paraná

A hidrovia Tietê-Paraná possui 2.400 km de extensão, sendo 1.600 km no Rio Paraná e 800 km no Estado de São Paulo e conecta cinco dos maiores estados produtores de grãos: Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e Paraná.
A Tietê-Paraná ocupa um papel importante no transporte de cargas no Estado. Em 2013, transportou 6,3 milhões de toneladas de cargas como milho, soja, óleo, madeira, carvão e adubo. As cargas têm como principais origens São Simão (GO), no rio Paranaíba, Três Lagoas (MS) e terminais do Paraguai, no rio Paraná. Os produtos têm como principais destinos os terminais de Presidente Epitácio e Panorama (no rio Paraná) e Anhembi, Pederneiras e Santa Maria da Serra, nos rios Tietê e Piracicaba (em São Paulo).

A utilização da hidrovia como modal de transporte traz diversos benefícios: menor consumo de combustível, emite menos poluentes com a redução de dióxido de carbono CO2 (gás que colabora com o efeito estufa), contribui para desafogar o tráfego nas estradas e, com isso, reduzir o número de acidentes, e tem menor custo de infraestrutura.


Fonte: SECRETARIA ESTADUAL DE LOGÍSTICA E TRANSPORTES



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

22/10/2019 às 07:23

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para celulose?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1503 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey