Facebook Twitter RSS

Avanço e Pesquisa

Versão para impressão
A-
A+


13/08/2014

O ressgate do conhecimento dos moradores da comunidade Água Fria, Chapadados Guimarães, MT, sobre as espécies vegetais nas diferentes Unidades dePaisagem

Dissertação apresentada à Faculdade de Engenharia Florestal da Universidade Federal de MatoGrosso de autoria de Diana Carolina Martínez Sánchez, relata sobre A etnobotânica e as Unidadesde Paisagem na comunidade Água Fria, Chapada dos Guimarães, MT, Brasil.

Os  recursos  naturais  do  Cerrado  oferecem  às comunidades tradicionais  produtos  de  grande  valoreconômico para a sua subsistência. Estes recursos sãodomesticados  e  manejados  baseados  na  riqueza  deconhecimento  empírico  transmitido  por  váriasgerações,  desta maneira as práticas são importantespara  a  conservação  da  diversidade  biológica.  Aetnobotânica constitui um indicador do conhecimentosobre o modo com que as comunidades se relacionamcom as espécies vegetais de alto valor sociocultural ecomo as usam e as classificam.
O  objetivo  desta  pesquisa,  realizada  pelaFaculdade de Engenharia Florestal da Universidade Federal de Mato Grosso, foi promover o resgatedo conhecimento dos moradores da comunidade Água Fria, Chapada dos Guimarães, MT, sobre asespécies  vegetais  nas  diferentes  Unidades  de  Paisagem destacando  a  utilização destes  recursosvegetais e a dinâmica que move a interação homem-planta. Dados qualitativos e quantitativos foram coletados por meio de entrevistas semi-estruturadascom 55 informantes no período de abril a novembro de 2012. Foram identificadas 281 espéciespertencentes  a  87  famílias  botânicas,  classificadas  em  cinco  etnocategorias  de  uso  (Alimento,Medicinal, Ornamental, Condimento e Outros usos). Destaque para Alimento (53,14%) e Medicinal(42,70%). Estas espécies são usadas e manejadas em diversos ambientes ecológicos de extração ecultivo  como Quintais,  Roças  e  Matas  de  Galeria.  Quanto  à  origem das  espécies  50,17% sãoexóticas e 49,82% são nativas, com predominância do hábito herbáceo (41,63%). Quanto ao Valorde  Uso 64,72% possuem VUsp=1,0 e  VUsp= 2 são  representadas pelo  6,10%. Destacam-se asespécies Plathymenia foliolosa Benth, Solanum gomphodes Dunal, Lafoensia glyptocarpa Koehne,Baccharis trimera (Less.) DC, Plathymenia foliolosa Benth, Enterolobium contortisiliquum (Vell.)Morong,  Eucalyptus spp,  Plectranthus  amboinicus (Lour.)  Spreng  e  Salvia  officinalis L.
videnciou-se  uma  correlação  estatística  entre  as  variáveis:  idade  dos  informantes  econhecimento das  espécies,  gênero dos  informantes e  conhecimento das  espécies,  tamanho dosquintais e diversidade de espécies e idade dos quintais e diversidade de espécies. Conclui-se que osestudos  etnobotânicos  contribuem  significativamente  na  preservação  do  conhecimento  nacomunidade Água Fria, pois a população ainda convive de forma dinâmica, adaptativa e sustentávelcom os recursos naturais. É imprescindível que além de pesquisas a implementação de projetos afim de incentivar as práticas tradicionais e o uso dos recursos nativos, de modo a conservar o saberlocal das comunidades e as espécies do Cerrado.

Fonte: http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br/handle/123456789/9587
Fonte da imagem: http://www.chapadadosguimaraes.com.br/agfri.htm
Marina Lotti e Ana Teresa Leite - BIC: Biblioteca Digital Florestal


Fonte: Departamento de Engenharia Florestal - UFV



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

23/08/2019 às 18:04

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para carvão?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1432 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey