Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


03/08/2014

Setor florestal busca técnicos para trabalhos preventivos em manutenção de máquinas

Já existe formação bem definida para o profissional, mas faltam técnicos com o conhecimento necessário para executar a prevenção da quebra

A busca constante pela lucratividade e aumento da produção das florestas plantadas tem feito muitos diretores de colheita ficarem com dor cabeça. Um dos grandes desafios enfrentados é a manutenção das máquinas. Já existe uma formação bem definida para o profissional, mas mesmo assim faltam profissionais com o conhecimento necessário para executar a prevenção da quebra e resolver os problemas do dia a dia rapidamente.

Segundo José Eduardo Paccola, engenheiro mecânico e consultor na ZDP Consultoria, outro ponto preocupante para os diretores são os custos referentes à manutenção. “Considerando as peças de reposição e a mão de obra de mecânicos, o valor pode representar de 20 a 30% do custo operacional apurado da madeira colocada no local de consumo. Esta é uma parcela considerável e que tem que ser bem gerenciada, pois tende a aumentar significativamente, caso não receba a atenção devida, além de reduzir a vida útil econômica do equipamento”, destaca.

A manutenção tem como principais desafios:

• Elevar a utilização dos ativos da empresa pelo aumento da confiabilidade e melhora da manutenção dos equipamentos;

• Manter as ações de manutenção que existem, melhorar o que apresenta problemas recorrentes e antecipar as falhas previsíveis fazendo isso com custos compatíveis;

• Reduzir a poluição gerada pelas máquinas e pelo próprio processo de manutenção, preservando os colaboradores, evitando acidentes e amenizando os desgastes orgânicos gerados pela execução das atividades.

É importante lembrar que uma boa manutenção começa com uma boa operação, entretanto, a atividade de manutenção - dada a evolução tecnológica dos equipamentos; a exigência por altos índices de disponibilidade e confiabilidade; e elevados custos envolvidos - assume uma importância crucial nas operações mecanizadas.

“A atividade pode ser executada somente por profissionais competentes, ainda em falta no país, por isto, é necessário continuar e acelerar a formação de técnicos de manutenção para que o sucesso da mecanização florestal possa continuar a produzir os frutos que até agora apresentou”, avalia Paccola.


Fonte: Painel Florestal



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

19/10/2019 às 23:14

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para celulose?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1061 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey