Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/storage/7/ab/56/ciflorestas/public_html/controle/nuvemtags_gerar.php on line 16

Warning: max() [function.max]: Array must contain at least one element in /home/storage/7/ab/56/ciflorestas/public_html/controle/nuvemtags_gerar.php on line 53

Warning: min() [function.min]: Array must contain at least one element in /home/storage/7/ab/56/ciflorestas/public_html/controle/nuvemtags_gerar.php on line 55
CIFlorestas>>Avanço e Pesquisa>>Efeito dos espaçamentos de plantio na análise econômica da produção de madeira de paricá

Facebook Twitter RSS

Avanço e Pesquisa

Versão para impressão
A-
A+


09/07/2014

Efeito dos espaçamentos de plantio na análise econômica da produção de madeira de paricá

Dissertação apresentada à Universidade Federal do Espírito Santo de autoria de Rafaela da Silveira, relata sobre a Avaliação econômica da produção de madeira de paricá (Schizolobium amazonicum Huber ex Ducke) sob diferentes espaçamentos de plantio.

Foto ilustrativa de espaçamento - Blog Espaço do Sol
O paricá (Schizolobium amazonicum Huber ex Ducke) é uma espécie nativa que vem ganhando destaque entre os plantios comerciais, na região amazônica, pelas suas características de crescimento e produção, para múltiplos usos. Nesse sentido, a Universidade Federal do Espírito Santo realizou um trabalho em que objetivou-se avaliar o efeito dos espaçamentos de plantio na análise econômica da produção de madeira de paricá.
                       
Os dados utilizados neste estudo são originários de povoamentos homogêneos, plantados sob os espaçamentos 3x2, 3x3, 3x4, 4x4 e 5x5 m, localizados entre os municípios de Dom Elizeu e Paragominas, Estado do Pará. Estes povoamentos foram inventariados anualmente até o quinto ano, sendo analisadas três classes de produtividade, em cada espaçamento, sendo elas: Baixa (17 - 19 m); Média (19 – 21 m) e Alta (21 - 24 m). Posteriormente, com auxílio de modelagem, os volumes total e laminado, foram estimados aos 5, 6 e 7 anos. Estimado o volume, e identificados todos os custos de produção, estes foram deflacionados, pelo IGP-DI, e posteriormente, descapitalizados. Assim, procedeu-se a análise econômica, por meio da metodologia desenvolvida pelo Instituto de Economia Agrícola, órgão vinculado à Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, juntamente com o critério do benefício periódico  equivalente.
           
Os resultados mostraram que o custo operacional efetivo representou em média 65% dos custos totais de produção, sendo o transporte o custo individual mais expressivo, em todos os espaçamentos analisados. As análises econômicas indicaram que o monocultivo de paricá, independente do espaçamento, foi inviável, quando se objetivou a venda da madeira sem exploração. Essa resposta está associada ao baixo valor de mercado ao qual a espécie está subordinada. A exploração de madeira, mesmo sendo um processo trabalhoso e dispendioso, é uma alternativa para se obter valores positivos com a produção de paricá. Logo, pode-se inferir que o maior retorno financeiro é obtido em povoamentos de paricá implantados em classe de produtividade alta, sob o espaçamento 3x3 m, com exploração aos 5 anos. Entretanto, para os maiores espaçamentos de plantio, estudos ainda devem ser desenvolvidos. 

O trabalho está disponível no site da Biblioteca Digital Florestal e pode ser acessado através do link:
http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br/handle/123456789/9265


Fonte: Marina Lotti e Josiane Almeida - BIC: Biblioteca Digital Florestal



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (1)


LAERCIO EDSON BERNARDI disse:

10/07/2014 às 14:38

Parabéns pela matéria do paricá. Gostaria de saber se no estado do Paraná o Paricá se desenvolve , qual é a reflorestadora que tem mudas de paricá e qual é o preço hoje do m3 da madeira. Se possível gostaria de saber mais sobre Paricá. Muito Obrigado!

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para carvão?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


3536 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey