Facebook Twitter RSS

Avanço e Pesquisa

Versão para impressão
A-
A+


05/06/2014

Doenças fúngicas limitantes da produtividade da heveicultura

Dissertação apresentada à Universidade Federal de Viçosa, de autoria de Sara Salcedo Sarmiento, relata sobre a identificação de espécies de Colletotrichum associadas à antracnose foliar da seringueira.

Foto ilustrativa - Google
O látex produzido pela Hevea brasiliensis (Willd. ex A. Juss.) Müll. Arg. é matéria prima para diversos produtos de ampla utilização, em especial na indústria de pneus. Nos plantios comerciais estabelecidos em áreas úmidas da América do Sul, a ocorrência de doenças é o principal fator limitante para a maior produtividade da cultura. Duas doenças fúngicas comumente relatadas como severas são a antracnose, causada por Colletotrichum spp., e o mal das folhas causado por Microcyclus ulei (P. Henn v. Arx.) (Gasparoto et al., 1997).
           
Os sintomas da antracnose foliar da seringueira são tipicamente lesões necróticas que podem causar o enrugamento dos folíolos e, em etapas avançadas, a desfolha prematura, reduzindo a área foliar.           
           
Desde o relato inicial da doença, várias espécies de Colletotrichum são mencionadas como sendo o agente etiológico. No Brasil, até o momento, nenhum estudo foi realizado com o propósito de identificar as espécies associadas à antracnose foliar da seringueira.
           
Neste contexto, a Universidade Federal de Viçosa realizou um estudo com o objetivo de gerar informações acerca da natureza do agente etiológico da antracnose da seringueira, mediante caracterização morfológica e análises filogenéticas moleculares. Objetivou-se também desenvolver procedimento para o diagnóstico molecular de Colletotrichum spp. associadas à seringueira.
           
Isolados de Colletotrichum spp. foram obtidos de folhas de seringueira, diferentes regiões genômicas foram sequenciadas e as principais características morfológicas de relevância taxonômica foram estudadas. Isolados pertencentes a três complexos de espécies de Colletotrichum foram identificados: complexo C. acutatum; complexo C. gloeosporioides; e complexo C. boninense. Primers desenhados com base na região que codifica para a gliceraldeído-3-fosfato desidrogenase (GAPDH) permitiram a amplificação de bandas específicas para os isolados de Colletotrichum associados a cada um dos três complexos de espécies mencionados.
           
Os resultados da pesquisa indicaram que há diferentes espécies de Colletotrichum associadas à antracnose foliar da seringueira; foram detectados isolados pertencentes a três complexos de espécies de Colletotrichum associados à doença; indivíduos do complexo de C. acutatum foram encontrados mais frequentemente associados à antracnoses foliar da seringueira; primers específicos baseados na sequência do gene GAPDH permitem diagnóstico a nível de complexo de espécies de Colletotrichum que afetam seringueira usando técnicas de PCR convencional.
 
Saiba mais sobre através da Biblioteca Digital Florestal.


Fonte: Josiane Almeida e Marina Lotti - BIC: Biblioteca Digital Florestal



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

06/12/2019 às 10:27

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para carvão?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1957 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey