Facebook Twitter RSS

Avanço e Pesquisa

Versão para impressão
A-
A+


14/05/2014

Técnicas de desdobro na qualidade e rendimento de madeira serrada de Eucalyptus benthamii

Dissertação apresentada à Universidade Federal do Paraná de autoria de Bruna Verediana Müller, relata sobre o Efeito de sistemas de desdobro na qualidade e rendimento de madeira serrada de Eucalyptus benthamii Maiden et Cambage.

Foto ilustrativa
            No Brasil, os povoamentos florestais homogêneos são formados principalmente por espécies do gênero Eucalyptus, utilizadas em sua grande maioria para a produção de carvão vegetal e celulose e papel. Porém, cada vez mais, devido às suas qualidades, a madeira de eucalipto vem sendo empregada como fonte de matéria prima alternativa na indústria de serrados, substituindo com sucesso as madeiras tropicais.
            Nos últimos anos tem se constatado no Planalto Serrano Catarinense uma grande expansão das áreas de produção de E. Benthamii para que essa espécie seja melhor aproveitada pela indústria madeireira, mais especificamente pela de madeira serrada. Dessa forma, é imprescindível a realização de estudos sobre as técnicas de desdobro mais indicadas para o seu processamento, considerando aspectos como a qualidade do produto e o rendimento do processo produtivo.
            Neste sentido, o presente trabalho tem como objetivo avaliar a qualidade da madeira serrada e o rendimento da matéria-prima no processo de desdobro de toras de Eucalyptus benthamii Maiden et Cambage. Foram selecionadas toras, e estas desdobradas utilizando três métodos, sendo desdobro tangencial em bloco, desdobro tangencial em bloco com face curva e desdobro radial. As tábuas produzidas foram submetidas à secagem ao ar até atingirem a umidade de equilíbrio. Antes e após a secagem, as tábuas tiveram suas dimensões e defeitos mensurados. Também foi determinado o rendimento em madeira serrada antes e após a secagem. Todos os métodos de desdobro avaliados apresentaram alta intensidade de defeitos, que na maioria dos tratamentos foram acentuados pelo processo de secagem. As menores medidas verificadas para a largura das tábuas foram observadas no desdobro radial. Os métodos de desdobro afetaram a espessura das tábuas, verificando-se a grande influência dos equipamentos utilizados, devido ao desbitolamento observado nas tábuas radiais.
            O rendimento em madeira serrada foi influenciado pelo sistema de desdobro utilizado, sendo que os maiores rendimentos finais, descontando-se o comprimento das rachaduras, foram apresentados pelo desdobro radial, enquanto os piores resultados foram observados no desdobro tangencial em bloco devido à maior formação de rachaduras de topo das tábuas, indicando que o seu emprego no processamento de toras de Eucalyptus benthamii de baixo diâmetro é pouco viável.
 
A pesquisa na integra pode ser lida no acervo da Biblioteca Digital Florestal através do link:
http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br/handle/123456789/7045


Fonte: Marina Lotti e Josiane Almeida - BIC: Biblioteca Digital Florestal



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (2)


Ci Florestas disse:

30/05/2014 às 10:43

Prezado Sr. Tarcisio,
Sugerimos que entre em contato com um dos autores do trabalho.
A fonte: Marina e Josiane, apenas está divulgando o trabalho.

Att.
Equipe CI florestas

TARCISIO CAETANO ANTUNES disse:

30/05/2014 às 08:00

FOSTARIA DE OBTER MAIS INFORMAÇOES SOBRE DESDOBRO DE EUCALIPTO.PEÇO SE POSSIVEL ME ENVIE O NUMERO DO TELEFONE DE MARINA E JOSIANE PARA QUE POSSA CONTACTAR.ESTOU ESTUDANDO A POSSSIBILIDADE DE MONTAR UMA PEQUENA SERRARIA DE EUCALIPTO.
UM ABRAÇO E OBRIGADO.
MEU CONTATO:037 91223192 -TIM - 037 99164613


Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

O que você acha da implantação do Cadastro Ambiental Rural (CAR)?

Trará benefícios aos produtores rurais
Trará benefícios ao meio ambiente
Trará benefícios apenas para o governo
Trará benefícios aos produtores rurais, ao meio ambiente e ao governo
Não muda a situação dos produtores rurais, nem do meio ambiente

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


4346 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey